MENU

Corinthians negocia maior aporte do país

Corinthians negocia maior aporte do país

Atualizado: Quinta-feira, 24 Dezembro de 2009 as 12

O Flamengo fechou nesta semana um acordo com o grupo Hypermarcas, receberá R$ 28 milhões pelos espaços publicitários de sua camisa na próxima temporada e passou a ter o maior contrato de patrocínio do futebol brasileiro. No entanto, essa condição deve durar pouco. O Corinthians recebeu uma oferta da mesma empresa para amealhar quase R$ 10 milhões a mais do que os cariocas pelas mesmas propriedades, e agora trabalha com esse patamar como mínimo para 2010.

Em 2009, o grupo Hypermarcas patrocinou Corinthians e Flamengo. A companhia pôs a marca Bozzano nas mangas das camisas dos dois clubes, e também usou o desodorante Avanço nas axilas dos jogadores do time alvinegro. Nesta semana, acertou um acordo de R$ 28 milhões para ficar com toda a camisa da equipe carioca em 2010.

A proposta ao Corinthians também engloba toda a camisa, e gira em torno de R$ 37,5 milhões. A Batavo, atual cotista máster do uniforme alvinegro, tem direito de preferência para peito e costas e deve se manifestar até o dia 10 de janeiro sobre a oferta da Hypermarcas. Internamente, a empresa já definiu que vai cobrir a proposta.

Portanto, ainda que não tenha fechado nenhuma negociação, o Corinthians já tem em mãos duas possibilidades que superam o patrocínio do Flamengo em quase R$ 10 milhões. A expectativa da diretoria alvinegra é definir os patrocínios até a primeira semana de 2010.

Neste ano, o Corinthians foi obrigado a lotear a camisa para atingir soma próxima da que trabalha para 2010. Além de Bozzano e Avanço, os paulistas fecharam com o grupo Sílvio Santos, que colocou o banco Panamericano na parte inferior e as marcas Telesena e Baú nos ombros, e com a Batavo, que desembolsou R$ 18 milhões para ocupar peito e costas de março até o fim da Copa São Paulo de juniores.

Os patrocínios periféricos foram uma alternativa encontrada pelo Corinthians para viabilizar financeiramente a contratação do atacante Ronaldo, que recebe 80% desses contratos. Se a Hypermarcas ou a Batavo ficarem com toda a camisa, o clube ainda terá de definir como fará a remuneração do camisa 9.

Além da presença de Ronaldo, o otimismo da diretoria corintiana sobre a majoração dos contratos é justificado pelo momento da equipe. Atual campeão paulista e da Copa do Brasil, o clube do Parque São Jorge voltará a disputar a Copa Libertadores e vai festejar em 2010 o centenário de sua fundação.

Por Guilherme Costa

veja também