MENU

Corinthians vence o Internacional e recupera a liderança

Corinthians vence o Internacional e recupera a liderança

Atualizado: Sexta-feira, 4 Junho de 2010 as 7:30

O Corinthians continua invicto e na liderança isolada do Campeonato Brasileiro. Contando com o apoio de sua torcida nesta quinta-feira, no Pacaembu, a equipe paulista derrotou o Internacional por 2 a 0 (com gols de Roberto Carlos, de pênalti, e Iarley) e tirou o Ceará da ponta da tabela. O lesionado Ronaldo foi ao estádio para assistir à partida.

Com o resultado, o Corinthians alcançou 16 pontos, contra 14 do Ceará, e poderá chegar ao período de Copa do Mundo com uma vantagem ainda maior caso vença o Botafogo no domingo, no Engenhão. Já o Inter segue com 6 pontos e à procura de um treinador para substituir o interino Enderson Moreira. Receberá o Palmeiras também no domingo, no Beira-Rio.

O jogo - A boa fase no Campeonato Brasileiro e o feriado de Corpus Christi animaram a torcida do Corinthians nesta quinta-feira. Havia muito trânsito nos arredores do Pacaembu minutos antes do confronto com o Internacional. O público tremulava bandeiras nas ruas, cantava com agitação e não parecia se importar com o acúmulo de veículos.

A partida também começou congestionada. Frio como a noite paulistana, o Corinthians não conseguia ter o mesmo espaço para atacar que havia encontrado no clássico com o Santos. O Internacional se apegava à velocidade do seu sistema ofensivo para surpreender logo no início, mas também não fazia o suficiente para passar da intermediária.

Em 15 minutos, portanto, a torcida só se manifestou com mais entusiasmo quando Bruno César deu um carrinho na lateral do campo - o meia está em alta após as boas atuações contra Grêmio Prudente e Santos. Pelo Internacional, Andrezinho assustou o adversário aos 24, em um chute com efeito da entrada da área. Felipe espalmou.

O Corinthians realmente esquentou depois de 30 minutos. Bruno César ganhou mais elogios porque aproveitou um rebote para finalizar rasteiro, e a bola passou perto do gol. Pouco depois, Jucilei se redimiu de duas falhas na lateral do campo ao avançar pelo meio e deixar Iarley livre de marcação. O atacante se atrapalhou e concluiu em cima de Lauro.

O Corinthians ganhou a chance que precisava quando Danilo disputou com Sorondo dentro da área e caiu. Pênalti, segundo o árbitro Sandro Meira Ricci. Roberto Carlos cobrou com firmeza, Lauro defendeu parcialmente e a bola entrou. "Quase que eu perco. Não bati forte porque não tinha necessidade. Foi sofrido, mas valeu", sorriu o lateral esquerdo.

O Inter se soltou após o gol de Roberto Carlos. Teve uma boa oportunidade para empatar ainda no primeiro tempo, em cobrança de falta próxima da área. Mas o ex-corintiano Kleber se enrolou com a bola e escutou gozações da torcida do clube que o revelou. "O jogo estava equilibrado. O que fez a diferença foi pênalti", lamentou o goleiro Lauro.

No segundo tempo, no entanto, a diferença entre Corinthians e Internacional aumentou. Logo aos 8 minutos, Elias fez uma ótima assistência para Iarley dentro da área. O ex-jogador do Colorado acertou um chute indefensável, no ângulo, e correu em direção à torcida corintiana para comemorar. O público passou a cantar e a pular com ainda mais intensidade.

A festa era tamanha que muitos nem se incomodaram com a tentativa de reação do Inter. Depois do segundo gol corintiano, Felipe salvou a sua equipe ao usar o reflexo para defender uma finalização de primeira de Alecsandro. O técnico Enderson Moreira tentou alterar o panorama da partida com Taison no lugar de Andrezinho, que saiu cabisbaixo do gramado.

Embora o Inter tenha ganhado volume de jogo, seguiu pouco incisivo. O Corinthians diminuiu o ritmo, e ainda assim, criou chances de gol. Thiago Humberto e Edu nas vagas de Walter e Alecsandro foram as últimas cartadas dos visitantes. Já Mano colocou Paulinho, Defederico e Tcheco nas posições de Bruno César, Dentinho e Danilo e festejou mais uma vitória do líder do Brasileirão.

Por Helder Júnior

veja também