MENU

Coritiba e Paraná Clube escondem jogo antes de clássico decisivo

Coritiba e Paraná Clube escondem jogo antes de clássico decisivo

Atualizado: Sábado, 12 Março de 2011 as 9:17

Às vésperas do clássico Paratiba deste domingo, às 18h30m, no Couto Pereira, os técnicos Marcelo Oliveira e Ricardo Pinto fazem mistério sobre as escalações das duas equipes para o jogo que vale a liderança do returno do Campeonato Paranaense.

No Coritiba, que é líder desta fase por ter saldo de gols melhor que o rival, as dúvidas são em relação ao aproveitamento de Pereira e Leandro Donizete. O zagueiro se machucou no jogo em que o Coxa bateu o Paranavaí, por 3 a 0, na última rodada, e o volante desfalcou o time nas duas partidas do returno. Ambos dependem de uma avaliação final antes de serem liberados pelos médicos, mas a tendência é que joguem normalmente. Caso sejam vetados, Jeci e Willian entram na equipe.

Aguardando uma oportunidade entre os titulares, Jeci, que voltou a atuar após 45 dias recuperando-se de lesão, destaca a força do elenco alviverde como um dos fatores que levou o time a vencer o primeiro turno.

- O Coritiba montou um elenco extraordinário e tem tudo para vencer o estadual. O clube manteve a base do ano passado e soube se reforçar – conta o zagueiro, que era capitão da equipe antes de se lesionar.

Se o técnico alviverde faz suspense sobre suas escolhas, o mesmo ocorre no lado paranista. Ricardo Pinto optou por realizar o último treino coletivo da equipe a portas fechadas. Preocupado com o poderio ofensivo do adversário, que marcou 33 gols em 13 jogos no Paranaense, o treinador paranista quer fortalecer o meio-campo.

- Vou cobrar uma marcação maior do que a que a equipe vem fazendo nos últimos jogos e povoar o meio-campo. Existe um respeito muito grande com o próximo adversário e ainda vivemos uma situação de alerta devido à nossa posição no campeonato.

Pelo discurso do treinador, que não sabe ainda se poderá contar com o lateral-esquerdo Henrique – que já foi substituído por Lima na vitória por 2 a 0 sobre o Rio Branco -, é possível prever que o ousado esquema 4-3-3 utilizado nas últimas partidas será descartado diante do Coxa. Isto pode acontecer tanto com o recuo de Diego para o meio-campo, quanto com a entrada de mais um volante no lugar de um atacante.  

veja também