MENU

Coritiba, embalado, recebe o Figueirense, surpresa do Brasileirão

Coritiba, embalado, recebe o Figueirense, surpresa do Brasileirão

Atualizado: Quinta-feira, 7 Julho de 2011 as 11:25

O Coritiba recebe o Figueirense nesta quinta-feira em busca da tão esperada arrancada no Brasileirão, enquanto o time catarinense quer continuar com o posto de surpresa do início do campeonato. Esse é o clima que motiva coxas-brancas e alvinegros na fria noite curitibana. O confronto será às 19h30m (horário de Brasília), no Couto Pereira. Para o Coxa, será a oportunidade de cumprir a primeira etapa da recuperação no campeonato nacional: vencer duas partidas seguidas em casa. Metade da meta já foi alcançada. Ganhou do Ceará, na semana passada, e saiu da zona de rebaixamento. Agora está na 16ª posição, com sete pontos.

O Figueirense não tem essa preocupação. Só perdeu duas vezes neste Brasileiro e está no alto da tabela. Na última rodada ganhou do Santos, pelo placar de 2 a 1. O Premiere Futebol Clube, no sistema pay-per-view, transmite a partida, marcada para as 19h30m, para todo o Brasil, enquanto o GLOBOESPORTE.COM acompanha os lances em Tempo Real. O carioca Péricles Bassols Cortez apita a partida, auxiliado pelo conterrâneo Dibert Pedrosa Moisés e pelo paulista Marcelo Carvalho Van Gase.

Coritiba: atingir a meta proposta para a sétima e oitava rodada, quando ainda estava na zona de rebaixamento: ganhar os dois jogos em casa, para se afastar de vez das últimas colocações e começar a correr atrás do objetivo de terminar entre os quatro melhores do Brasileirão. A metade já cumpriu, quando venceu o Ceará, na semana passada.

Figueirense: embalado pela vitória sobre o Santos na última rodada, o time catarinense, que soma 13 pontos em sete partidas, tem a chance de se aproximar dos líderes do Brasileirão. Além disso, o Figueira tenta acabar com o jejum de vitórias na casa do rival, incômodo que já dura quase nove anos. A última vitória do Alvinegro sobre o Coritiba na capital paranaense ocorreu em novembro de 2002.

Coritiba: Marcelo Oliveira vai manter a base do time que venceu o Ceará. Será obrigado a substituir o zagueiro Pereira, que está suspenso, mas coloca Jéci no lugar. O volante Willian e o lateral-direito Jonas serão reavaliados na tarde dessa quinta-feira. Os dois sentiram dores musculares e poderão desfalcar o Coxa.  A provável esclação é: Edson Bastos; Jonas (Maranhão), Emerson, Jéci e Eltinho; Willian (Gil), Léo Gago, Tcheco e Everton Costa; Marcos Aurélio e Leonardo.

Figueirense : como os dois zagueiros titulares estão pendurados com dois cartões amarelos, o técnico Jorginho resolveu sacar Edson Silva para entrada de Roger Carvalho. Além disso, Fernandes vai dar lugar a Rhayner para, segundo o treinador, deixar o time mais veloz. Assim, o Figueira está confirmado com Wilson, Bruno, João Paulo, Roger Carvalho e Juninho; Ygor, Túlio, Maicon e Rhayner; Aloísio e Héber. No banco, a novidade é Reinaldo, que voltou a ser relacionado após quatro jogos fora por causa de um estiramento muscular na coxa direita.

Coritiba: o Coritiba continua com o volante Leandro Donizete e o meia Rafinha fora. O meia-atacante Anderson Aquino foi liberado e até treinou com o grupo, mas não foi relacionado para a partida.

Figueirense: com o retorno de Reinaldo ao grupo, o Figueira não tem desfalques.

Coritiba: Willian e Everton Costa. Figueirense: Aloísio, Edson Silva, João Paulo Goiano, Túlio e Ygor.

Coritiba: empolgado com a segunda escalação consecutiva no time titular, o atacante Leonardo espera marcar mais gols e ajudar o trio ofensivo, formado por ele, Marcos Aurélio e Everton Costa.

Figueirense: artilheiro do time no Brasileirão com três gols, Aloísio balançou redes adversárias em outras 14 oportunidades nesta temporada, quando ainda defendia o Chapecoense. Aliás, pelo time de Chapecó, o atacante se sagrou artilheiro e campeão do Campeonato Catarinense. Aos 22 anos, ele marcou os dois gols que deram ao Figueira a vitória por 2 a 1 sobre o Santos na rodada passada.

Marcelo Oliveira, técnico do Coritiba: " Cada jogo tem as suas dificuldades. O mais importante é jogar bem e fazer o que sempre fizemos no Couto Pereira. Forçando, ditando o ritmo e com atenção no contra-ataque do adversário" .

Jorginho, técnico do Figueirense: “O Coritiba tem um time muito rápido. Com a entrada do Rhayner, vamos ter uma marcação forte e uma saída rápida no contra-ataque. Ele é um jogador veloz, que volta e tem uma saída muito boa”.

* Quem venceu mais? Confira o histórico do confronto na Futpédia.

* Na história dos Campeonatos Brasileiros, o Figueirense não vence o Coritiba na capital paranaense há quase nove anos (ou quatro jogos). A última vitória foi em novembro de 2002, por 2 a 1, gols de Thiago Gentil (duas vezes) e Lúcio Flávio.

*  A média de gols do confronto entre Coritiba e Figueirense pelo Campeonato Brasileiro é de 2,4 gols por jogo. Foram marcados 32 gols em 13 confrontos (21 a favor do Coxa e 11 a favor Figueira).

* A primeira partida disputada entre Coritiba e Figueirense na história do Campeonato Brasileiro foi realizada há 38 anos, em 1973. Na ocasião,  no Orlando Scarpelli, empate sem gols entre as equipes.

O último jogo entre Coritiba e Figueirense foi pela Série B do Brasileirão, quando os dois times lutavam pelo acesso à elite do futebol brasileiro. O Coxa levou a melhor e venceu pelo placar de 2 a 1, jogando no Estádio Couto Pereira. Gols de Jéci e Rafinha, pelo Coritiba. Reinaldo descontou para os catarinenses.          

veja também