MENU

Coritiba x Vasco: título da Copa do Brasil para coroar a redenção

Coritiba x Vasco: título da Copa do Brasil para coroar a redenção

Atualizado: Quarta-feira, 8 Junho de 2011 as 10:01

Marcelo Oliveira e Ricardo Gomes duelam

(Foto: Editoria de Arte/GLOBOESPORTE.COM)

  Um título inédito, a volta à Libertadores, a redenção após a agonia do rebaixamento. Todos esses elementos estarão em jogo para Coritiba e Vasco, que se enfrentam no Couto Pereira, nesta quarta-feira, às 21h50m (de Brasília), no confronto de volta da decisão da Copa do Brasil. Mais uma vez frente a frente estarão duas equipes com um passado recente muito parecido e que buscam a conquista nacional que poderá coroar o trabalho de reerguimento depois de momentos conturbados.

O Vasco venceu por 1 a 0 o jogo de ida, em São Januário. Assim, para sagrar-se campeão, o Coritiba terá de vencer por dois ou mais gols de diferença. Se fizer 1 a 0, leva a decisão para os pênaltis. A equipe cruz-maltina conquistará o título se vencer por qualquer placar, empatar ou até mesmo perder por um gol de diferença, contanto que balance a rede do adversário.

O Coritiba chega à sua primeira decisão de Copa do Brasil e pode ser o primeiro time do Paraná a conquistar a competição. Já o Vasco disputa sua segunda final (na primeira, em 2006, foi derrotado pelo Flamengo).

Apesar dos momentos de dificuldade, Coritiba e Vasco chegam à decisão como as equipes que mais se destacaram ao longo da Copa do Brasil. A equipe do técnico Marcelo Oliveira venceu todas as cinco partidas em casa, marcando 16 gols e sofrendo apenas um. Já o time de Ricardo Gomes está invicto na competição.

O árbitro da partida será Sálvio Spinola Fagundes Filho (Fifa/SP), auxiliado por Alessandro Rocha de Matos (Fifa/BA) e Emerson Augusto de Carvalho (Fifa/SP). O GLOBOESPORTE.COM acompanha todos os lances da decisão em Tempo Real, com vídeos exclusivos. A TV Globo exibe para toda a rede, exceto os estados de SP e MG. Em Minas, Belo Horizonte e Juiz de Fora assistem a esse jogo. O SporTV transmitem para todo o Brasil.

Coritiba: o inédito título da Copa do Brasil; a segunda conquista mais importante da história, atrás apenas do Brasileirão de 1985; a coroação após o trágico rebaixamento de 2009. O jogo desta noite é histórico para o Coritiba, além de ser muito importante para a carreira dos jogadores.

Vasco: não apenas o título inédito da Copa do Brasil. O Vasco encerraria um jejum de conquistas de Primeira Divisão que já dura mais de oito anos. A última foi o Campeonato Carioca de 2003. Além disso, o clube já garante no meio da temporada uma vaga na Libertadores.

Coritiba: a única dúvida é sobre o companheiro de Bill no ataque. Anderson Aquino cumpre suspensão. Marcos Aurélio é opção, mas disputa a vaga com outros cinco atletas – o volante Marcos Paulo, os meias Everton Ribeiro e Tcheco e os atacantes Leonardo e Geraldo são os candidatos. A provável escalação tem, no 4-4-2, Edson Bastos, Jonas, Demerson, Emerson e Lucas Mendes; Willian, Léo Gago, Rafinha e Davi; Geraldo (Marcos Aurélio) e Bill.

Vasco: o Vasco vai com força total para a grande decisão. Eder Luis e Ramon, que perderam o primeiro jogo da final por causa de lesões musculares na coxa esquerda, estão plenamente recuperados e foram confirmados na equipe. Eduardo Costa, que sentiu dores no joelho esquerdo, também vai para o jogo. O Vasco entra em campo com: Fernando Prass, Allan, Dedé, Anderson Martins e Ramon; Romulo, Eduardo Costa, Felipe e Diego Souza; Eder Luis e Alecsandro.

Coritiba: há seis semanas sem atuar, Marcos Aurélio pode ser titular ou começar a partida no banco de reservas. Apesar de ainda não ter totais condições de jogo, ele pode ser decisivo, como destacou o técnico Marcelo Oliveira. Melhor jogador do Coritiba na temporada, Marcos Aurélio se destacou nos treinos e espera voltar ao time em grande estilo.

Vasco: as atenções do Coritiba estarão todas voltadas para o quarteto ofensivo formado por Felipe, Diego Souza, Eder Luis e Alecsandro. Mas a torcida vascaína deposita muita esperança em seu camisa 1, Fernando Prass. Afinal de contas, caso consiga fechar o gol, o Vasco sai de Curitiba campeão independentemente dos gols que o setor ofensivo marcar.

Marcelo Oliveira, técnico do Coritiba: "Nós temos que, naturalmente, ter confiança em tudo de bom que foi feito até agora e usufruir disso. Nós construímos isso, chegamos neste momento por esse esforço, esse sacrifício. Precisamos também, se possível, concretizar com um grande título. Não é fácil, mas é mais um desafio, um desafio importante. Vamos lutar muito por esse título."

  Ricardo Gomes, técnico do Vasco: "A vantagem é boa e os números são favoráveis, mas na final a história é outra. É um jogo muito difícil, com muita pressão... É uma final de campeonato. Mas eu não vou reclamar da vantagem que temos não."

* Coritiba e Vasco se enfrentaram em 43 oportunidades. A equipe carioca leva vantagem no retrospecto, com 21 vitórias. O Coxa venceu 13 duelos e houve nove empates. A equipe cruz-maltina marcou 64 gols, e o Coritiba fez 49.

* O título da Copa do Brasil significará a volta à Libertadores. O Coritiba disputou a competição duas vezes - em 1986 e 2004. Já o Vasco participou sete vezes, a última delas em 2001.

* O Coritiba tem 17 participações na Copa do Brasil: foram 88 jogos, com 38 vitórias, 27 empates e 23 derrotas. O Vasco disputou a competição 21 vezes: foram 137 jogos, 71 vitórias, 43 empates e 23 derrotas.

Coritiba e Vasco se enfrentaram no Couto Pereira, no último domingo, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro, com seus times reservas, já pensando na final da Copa do Brasil. No entanto, o time da casa mostrou que estava totalmente concentrado no duelo e massacrou o adversário com uma goleada por 5 a 1. Anderson Aquino foi o destaque, com três gols marcados. Tcheco e Maranhão completaram o placar para o Coxa, e Élton descontou para o Vasco.          

veja também