MENU

Coxa bate o Operário e mantém a liderança isolada do Paranaense

Coxa bate o Operário e mantém a liderança isolada do Paranaense

Atualizado: Quinta-feira, 4 Fevereiro de 2010 as 12

Ratificando o melhor início de Campeonato Paranaense desde 2003, o Coritiba bateu o Operário por 1 a 0, nesta quarta-feira, no estádio Germano Krüger, em Ponta Grossa, pela sexta rodada. Marcos Aurélio, aos cinco minutos do segundo tempo, garantiu o sexto triunfo consecutivo da equipe do Alto da Glória no Estadual, que está na ponta da tabela com 18 pontos. Com o quarto revés seguido, o Operário se mantém momentaneamente na nona posição, com seis.

Na próxima rodada, o Coritiba recebe o Iraty, no Gigante do Itiberê, em Paranaguá, sábado, às 20h30m, enquanto o Operário mede forças com o Engenheiro Beltrão, às 16h40m, no domingo.

Sem vencer há três rodadas, o pressionado Operário não tomou conhecimento do líder do campeonato e partiu logo para cima. Aos quatro minutos, João Renato arriscou um chute forte, de fora da área, obrigando Edson Bastos a espalmar para escanteio. O Coxa respondeu, aos 17. Após cruzamento de Renatinho, Enrico, de frente para a meta, cabeceou sobre o gol de Danilo.

O Fantasma, como é conhecido o Operário no futebol paranaense, voltou a ameaçar aos 18, mas Edson Bastos impediu. Era lá e cá. Aos 22, Marcos Paulo arriscou de fora da área, e Danilo não deu o rebote. Edson Bastos voltou a trabalhar, aos 34, espalmando a cobrança de falta de Serginho. Três minutos depois, Ramon acertou o travessão de Danilo. O Operário dificultou para o Coxa até o fim dos primeiros 45 minutos.

No intervalo, o técnico Ney Franco não fez qualquer alteração e apostou no diálogo para corrigir o posicionamento do Coritiba. E o time voltou com uma outra postura, não dando espaços ao Operário. Aos cinco minutos, Marcos Aurélio recebeu de Enrico, limpou Grafite e abriu o placar para o Coxa.

Em vantagem, o Coritiba criou pouco, mas manteve o controle da partida. O Operário ensaiou uma pressão nos últimos minutos, buscando o empate, mas ele não veio.

veja também