MENU

Craque da rodada, Dagoberto celebra volta por cima

Craque da rodada, Dagoberto celebra volta por cima

Atualizado: Segunda-feira, 18 Outubro de 2010 as 4:41

Autor de dois gols contra o Santos, no domingo (17), e peça fundamental na vitória do São Paulo por 4 a 3 no clássico, o atacante Dagoberto vive uma fase que até poucas semanas era um sonho muito distante. Encostado no Tricolor paulista, o jogador só não foi negociado por ter batido o pé e dito que queria ficar no clube. Com a chegada de um novo treinador à equipe, o atacante reencontrou o bom futebol e foi escolhido pelo R7 o Dono da Bola da rodada.

Decisão sobre quarta vaga brasileira na Libertadores sai nesta segunda

Com os dois tentos que anotou no domingo (17) - poderia ter feito mais um não fosse o santista Pará chutar contra o próprio gol quando o são-paulino estava pronto para disparar -, Dagoberto se tornou o artilheiro do São Paulo na temporada: são 15 gols. Com os dois tentos marcados contra o Santos, Dagoberto ultrapassou Washington, que já deixou o São Paulo, mas que marcou 13 vezes pelo clube em 2010.

O craque da 30ª rodada do Campeonato Brasileiro contou que foi após uma conversa com Paulo César Carpegiani que encontrou motivação para voltar a jogar bem.

- No dia em que o Paulo chegou, tivemos a apresentação e, quando todos saíram da sala, ele falou que queria conversar comigo. Ele perguntou se eu estava motivado e todos já sabem a resposta que dei. Ele me deu confiança e fiquei feliz.

O treinador do São Paulo conhece Dagoberto há quase dez anos. Conta que desde 2001, quando trabalhou no Atlético-PR, já olhava com carinho para o atacante.

- Em 2001, eu estava no Atlético-PR e formei a equipe que depois foi campeã, mas o Dagoberto era dos juniores, treinava no campo separado com os garotos e eu pensava que tinha que lançá-lo no time, mas não tive tempo porque acabei saindo. Ele é um jogador habilidoso, rápido e diferenciado, que desequilibra. Tive uma conversa com ele e falei que sei o que pode produzir aqui.

A boa fase do camisa 25 no São Paulo se deve à chegada de Carpegiani, não apenas pelo técnico ter confiado em seu futebol. Com o novo treinador, o Tricolor paulista tem jogado mais ofensivamente. No clássico, por exemplo, o time tinha Ricardo Oliveira, Fernandinho e Dagoberto na frente, além de Lucas como meia. O resultado é um time que tem marcado muitos gols.

veja também