MENU

Craque e polêmico, Diego chega ao Vasco tentando recuperar seu futebol

Craque e polêmico, Diego chega ao Vasco tentando recuperar seu futebol

Atualizado: Quinta-feira, 3 Março de 2011 as 4:17

Visto pela diretoria como o nome ideal para vestir a camisa 10 do Vasco, Diego Souza chega ao clube credenciado pelos títulos em seu currículo, que inclui, inclusive, o prêmio de melhor jogador do Brasileiro de 2009, quando defendia o Palmeiras. Contudo, a atual fase do meia faz a torcida ficar na expectativa sobre a forma que o jogador chegará à Colina. Na reserva do Atlético-MG, Diego teve suas atuações contestadas e não joga com regularidade desde o ano passado.

Se depender de motivação, a torcida cruzmaltina pode ficar tranquila. Diego tem dito em entrevistas que precisa voltar a jogar e mostrar o seu valor. Fisicamente, o meia também está bem, embora careça de ritmo de jogo. A primeira fase da Taça Rio pode servir para ajudar o jogador a adquirir sua melhor forma.

Diego terá dois obstáculos iniciais para conquistar a torcida vascaína. O primeiro é superar uma possível resistência por ter declarado que na infância era torcedor do arquirrival Flamengo. O segundo, é se encaixar no esquema de jogo do time. Caso a equipe siga no mesmo estilo, Diego pode entrar no lugar de Jeferson ou de Felipe, que se destacaram nas últimas partidas. Se for Jeferson a deixar o time, o novo contratado terá que auxiliar na marcação para não prejudicar o esquema vascaíno.   Carreira de sucesso e polêmicas  Os altos e baixos são comuns na careira do jogador. Revelado pelo Fluminense, Diego teve boas atuações nas Laranjeiras até deixar o clube e ir para o Benfica. No time português, não teve chances e foi emprestado ao Flamengo. Fora de forma, não rendeu bem, foi criticado e devolvido ao time encarnado. Voltou ao Brasil em 2007 para atuar no Grêmio e voltar a ter atuações destacadas. Foi um dos líderes da equipe na campanha do vice-campeonato da Libertadores.

No ano seguinte, acertou com o Palmeiras e seguiu em boa fase. Seu auge aconteceu em 2009, quando foi o grande destaque do time alviverde no Brasileiro e conquistou o prêmio de melhor jogador do Brasileiro. Mesmo assim, foi chamado de pipoqueiro pela torcida e acabou deixando o clube após fazer gestos obscenos para as arquibancadas. Em 2010, chegou ao Atlético-MG fora de forma e não conseguiu repetir sua atuações. Barrado no início deste ano, declarou estar insatisfeito várias vezes, o que desagradou à diretoria do Galo.

Em 2010, Diego foi expulso logo nos primeiros minutos da partida entre o Atlético-MG e o Fluminense. O jogador foi acusado de fazer isso para derrubar o então técnico Vanderlei Luxemburgo, o que nunca foi comprovado. Neste desafio novo na carreira, Diego quer deixar tudo de negativo para trás e voltar a ser decisivo.    

veja também