MENU

Cristiano Ronaldo marca no fim, e Real fica a um ponto do Barça

Cristiano Ronaldo marca no fim, e Real fica a um ponto do Barça

Atualizado: Domingo, 2 Maio de 2010 as 4:50

O Real Madrid sofreu, mas conseguiu derrotar o Osasuña por 3 a 2, neste domingo, e se manter na briga pelo título do Campeonato Espanhol. Cristiano Ronaldo, com dois gols - um deles aos 43 do segundo tempo -, foi o grande responsável pelo triunfo que deixou o time da capital com 89 pontos, a um do líder e arquirrival Barcelona.

Faltando três rodadas para o término do torneio, os dois gigantes seguem na luta pelo caneco (confira abaixo os próximos compromissos de ambos).

Real entra com tudo, mas zaga cochila

Pressionado pela goleada do Barcelona sobre o Villarreal no dia anterior, o Real Madrid entrou em campo com tudo, encurralando o Osasuña em seu campo de defesa. Em apenas cinco minutos, os anfitriões já haviam arrematado três vezes (duas com Cristiano Ronaldo e uma com Granero).

No entanto, quem acabou saindo na frente foram os visitantes graças a uma falha bisonha de Albiol. O zagueiro tocou nos pés de Aranda que, esperto no lance, pegou a bola, driblou Casillas e calou o Santiago Bernabéu.

O gol sofrido não abalou o Real que partiu para cima em busca do empate. Cristiano Ronaldo, mostrando muita vontade, quase igualou aos 13 em uma cabeçada que tirou tinta da trave esquerda adversária. Aos 21, Kaká, que também estava bem na partida, fez uma jogada parecida e quase fez o primeiro da equipe merengue. No entanto, Ricardo defendeu a testada à queima roupa do ex-são-paulino que, depois de 52 dias, voltava a atuar no Bernabéu.

Cristiano Ronaldo empata

Aos 24, depois de tanto insistir, o Real empatou. Cristiano Ronaldo partiu pela ponta esquerda, a marcação foi recuando e o 'gajo' acertou um bomba rasteira no canto direito de Ricardo.

Empolgados, os galácticos seguiram massacrando e, aos 34, quase chegaram ao segundo depois de uma linda jogada iniciada por Kaká. A defesa do Osasuna, no entanto, acabou salvando o chute de Granero.

Quando estava absolutamente tendo o controle da partida, o Real viu novamente seua zaga falhar e permitir mais um gol do Osasuna. Vadocz, aproveitando uma bobeada de Xabi Alonso, balançou as redes aos 42.

O time da casa, no entanto, respondeu rapidamente. Arbeloa cruzou pelo lado direito e o brasileiro Marcelo, de cabeça, igualou no minuto seguinte.

No segundo tempo o Real voltou como na primeira etapa, sufocando o Osasuña e criando várias oportunidades com Kaká, Higuaín, Cristiano Ronaldo e Granero.

Embora sofresse com o ímpeto merengue, a equipe visitante quando chegava, levava perigo à meta de Casillas. Aos 14, Aranda, sozinho na pequena área, cabeceou em cima do camisa 1 do Real. Alguns minutos depois, Masoud, sem goleiro, conseguiu desperdiçar uma incrível chance.

Kaká é substituído. 'Gajo' salva

Vendo que sua equipe não atacava mais da mesma maneira, o técnico Manuel Pellegrini sacou Kaká, que caiu de produção da etapa final, e colocou o atacante francês Benzema aos 23.

Com mais um homem na frente, o Real voltou a pressionar o adversário. Depois de muitas chances, o suado gol da vitória saiu aos 43. Higuaín se esforçou pelo lado esquerdo e cruzou. Cristiano Ronaldo, de cabeça, marcou e levou o Bernabéu à loucura. A perseguição ao Barça continua.

veja também