MENU

Cruzeiro empata com Furacão e se afasta dos líderes

Cruzeiro empata com Furacão e se afasta dos líderes

Atualizado: Domingo, 22 Novembro de 2009 as 12

O Atlético-PR poderia dar um passo importantíssimo para evitar o rebaixamento à Série B, mas um descuido nos acréscimos deixou o clube paranaense ainda na disputa para evitar a queda à Série B. Na noite deste sábado, o Furacão sofreu o empate do Cruzeiro aos 46 minutos do segundo tempo, gol de Leonardo Silva, e ficou apenas no 1 a 1. Apesar do gol, a Raposa se complicou na disputa por uma vaga à Copa Libertadores da próxima temporada. 

Com o resultado, a equipe de Antônio Lopes chegou aos 44 pontos e deverá somar mais uma vitória para evitar a queda. Por outro lado, o Cruzeiro alcançou os 56 pontos e precisará torcer contra Internacional e Atlético-MG, que entram em campo neste domingo, para manter-se vivo na briga pela Copa Libertadores.

Na próxima rodada, o Atlético-PR terá um confronto direto contra o Botafogo, na Arena da Baixada. O Cruzeiro, por outro lado, encara o Coritiba, no Mineirão

O jogo - Com objetivos distintos no Campeonato Brasileiro, Atlético-PR e Cruzeiro começaram a partida em um ritmo acelerado. Contando com o apoio da sua torcida, o Furacão pressionou o rival, mas viu o adversário criar a primeira chance de inaugurar o marcador. Aos 12 minutos, Fabrício recebeu belíssimo passe de Wellington Paulista, invadiu a área e chutou para o gol. Galatto encaixou a bola de forma tranquila.

O Atlético Paranaense respondeu da mesma forma, apostando no contra-ataque. Depois de boa arrancada de Marcinho, Wallyson ficou com a bola, invadiu a área pela ponta esquerda e chutou para fora. Fábio apenas acompanhou e viu o esférico bater na rede pelo lado de fora.

A partida caiu de ritmo e as equipes acumularam seguidos erros de passes. O ataque do Cruzeiro sofria com a marcação forte do trio de zaga paranaense, enquanto Paulo Baier e Marcinho não conseguiam criar oportunidades para Wallyson finalizar. Dessa forma, a melhor chance de gol surgiu aos 46 minutos, quando o capitão do Furacão cobrou falta com categoria e viu Fábio espalmar para escanteio.

O confronto melhorou muito na segunda etapa, especialmente após a entrada de Alex Mineiro no Atlético-PR. Com um atacante de referência no setor ofensivo, o Furacão passou a pressionar o rival e recuperou o controle do duelo. Logo aos sete minutos, Marcinho recebeu belíssimo cruzamento de Nei e desviou para o gol. Contudo, caprichosamente a bola pegou no gramado e subiu muito, passando rente ao travessão.

Mas, na segunda oportunidade pelo alto, o meia-atacante não desperdiçou e soltou o grito da garganta dos torcedores na Arena da Baixada. Aos 28 minutos, Paulo Baier dominou com categoria no peito e levantou para a pequena área. Completamente livre, Marcinho tocou de cabeça e anotou o primeiro gol da partida.

Entretanto, o Cruzeiro batalhou demais pelo empate e chegou ao resultado aos 46 minutos do segundo tempo. Depois de cobrança de escanteio, Leonardo Silva subiu mais alto que toda a zaga do Atlético Paranaense e deixou tudo igual.   fonte:  Gazeta Press

veja também