MENU

Cruzeiro não resiste ao surpreendente Ceará e sofre 1ª derrota

Cruzeiro não resiste ao surpreendente Ceará e sofre 1ª derrota

Atualizado: Segunda-feira, 31 Maio de 2010 as 8

Sem conseguir convencer depois da eliminação na Copa Libertadores, o Cruzeiro voltou a jogar mal neste domingo e perdeu para o surpreendente Ceará, por 1 a 0, no estádio Castelão, em Fortaleza, pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro. Sem precisar fazer muito, o time cearense garantiu a invencibilidade e assumiu a vice-liderança da competição. Já a equipe mineira, além de sofrer a primeira derrota, deixou o G-4 (grupo de acesso à Libertadores).

Com o revés, o Cruzeiro permaneceu com oito pontos e caiu para no nono lugar na tabela. O time mineiro vinha de duas vitórias (Internacional e Botafogo) e dois empates (Avaí e Guarani) na competição, mas sem conseguir convencer a torcida, que chegou a vaiar o time na vitória sobre o Botafogo, por 1 a 0, quarta-feira passada, no Mineirão.

Com campanha surpreendente, o Ceará, que conquistou a terceira vitória na competição, chegou a 11 pontos e terminou a rodada em segundo lugar, atrás apenas do líder Corinthians. Além dos três triunfos, o time de Fortaleza empatou duas vezes, contra Santos e Goiás, ambos fora de casa.

O gol da vitória deste domingo saiu no final do primeiro tempo, marcado pelo veterano Lopes, que aproveitou boa jogada de Misael. No segundo tempo, o Cruzeiro tentou reagir, mas não conseguiu e ainda terminou a partida com um jogador a menos. Wellington Paulista saiu do banco, mas durou pouco em campo. Depois de receber o cartão amarelo por uma falta, reclamou do árbitro e foi expulso.

Na próxima quarta-feira, o Cruzeiro volta a jogar no Mineirão, contra o Santos, às 21h50, pela sexta rodada do Brasileirão. No mesmo dia, o Ceará recebe o Avaí no Castelão, às 21h.

O jogo

A partida no Castelão esteve equilibrada em boa parte do primeiro tempo. Na reta final, o Ceará cresceu de rendimento, pressionou e conseguiu abrir o placar aos 39min. O Cruzeiro criou poucas chances e não chegou com tanto perigo ao gol adversário.

Na melhor chance do time celeste, Roger cobrou falta da intermediária e Kléber desviou de cabeça, mas a bola saiu à direita do gol de Diego. O atacante Thiago Ribeiro disse que faltou ao time mineiro trabalhar mais a bola. “A gente não tem posse de bola. Aí fica difícil”, disse o jogador, em entrevista a Rádio Itatiaia.

O Ceará aumentou o ritmo no final do primeiro tempo e atingiu o objetivo antes de intervalo. Misael fez boa jogada pela esquerda, driblou Jonathan, cruzou rasteiro para a área. A defesa celeste não cortou e Lopes tocou para o fundo das redes.

Insatisfeito com o rendimento da equipe, o técnico Adilson Batista fez duas mudanças no Cruzeiro, no intervalo. Pedro Ken entrou no lugar do meia Roger, enquanto Elicarlos substituiu o volante Fabinho e entrou para atuar na lateral direita. Com isso, Jonathan ganhou libertadores para auxiliar o meio-campo.

As mudanças não surtiram efeito esperado e o Cruzeiro permaneceu com dificuldade de chegar ao gol de Diego. Nas raras oportunidades, Thiago Ribeiro acertou a trave esquerda em chute da entrada da área.

Adilson Batista tentou nova estratégia. Sacou o volante Marquinhos Paraná e colocou Wellington Paulista, mas o atacante acabou expulso e ficou pouco tempo em campo. Depois disso, o Ceará administrou o resultado e comemorou a vitória diante da torcida

veja também