MENU

Cruzeiro recebe São Paulo para quebrar tabu e seguir rumo ao título

Cruzeiro recebe São Paulo para quebrar tabu e seguir rumo ao título

Atualizado: Quarta-feira, 3 Novembro de 2010 as 9:56

O Parque do Sabiá, em Uberlândia, será palco de um dos principais jogos do Campeonato Brasileiro. Com pensamento de vitória, Cruzeiro e São Paulo entram em campo nesta quarta-feira, a partir das 22h (de Brasília), em busca da manutenção de seus sonhos.

Enquanto os mineiros jogam para se manter na ponta da tabela e não deixar o líder Fluminense desgarrar, os paulistas querem os três pontos para continuarem na luta pela vaga no G-4, e consequentemente, a disputa da Libertadores no próximo ano.

Os dois treinadores já sinalizaram com uma postura ofensiva de suas equipes e a promessa é de que a partida tenha muitos gols e fortes emoções até o final.

A arbitragem será do pernambucano Nielson Nogueira Dias. Ele será auxiliado por Roberto Braatz, do Paraná, e por Ubirajara Ferraz Jota, de Pernambuco. A TV Globo transmite para os estados de RS, PR, SP, GO, TO, MS, MT, BA, DF e para as cidades de Varginha/MG, Juiz de Fora/MG, Conorel Fabriciano/MG, Montes Claros/MG, Recife/PE, Caruaru/PE e Fortaleza/CE Você acompanha também, em Tempo Real, no GLOBOESPORTE.COM.

O que está em jogo

Cruzeiro: com 57 pontos e na vice-liderança do Campeonato Brasileiro, o time mineiro não pode nem pensar em empatar dentro de casa e correr risco de ver os rivais subirem na tabela. A Raposa tem a mesma pontuação do líder Fluminense e só perde a ponta pelo saldo de gols (20 a 13).

Os comandados de Cuca querem os três pontos para apagar a má impressão deixada no último jogo no estádio, no clássico contra o Atlético-MG. O Cruzeiro tinha torcida única a seu favor e saiu de campo derrotada por 4 a 3. Foi a única derrota da equipe no TrIângulo Mineiro na competição, em cinco partidas no estádio. Nas outras quatro, a Raposa venceu por 1 a 0.

São Paulo: para o Tricolor Paulista, é como se fosse uma decisão de campeonato. Quatro pontos atrás do Botafogo, que hoje ficaria com a última vaga para a Taça Libertadores da América em 2011, a equipe do Morumbi não pode nem pensar em empatar contra o Cruzeiro.

Para animar a equipe, o time tem um tabu favorável. Desde 2004, o Tricolor não sabe o que é perder para o rival atuando em Minas em jogos pelo Campeonato Brasileiro. De lá para cá, foram 12 partidas, com sete vitórias paulistas e cinco empates.

As escalações

Cruzeiro: caso o técnico Cuca opte por escalar Jonathan, que se recupera de dores na região pubiana, o time celeste será formado por Fábio; Jonathan (Rômulo), Léo, Edcarlos e Diego Renan; Henrique, Fabrício, Gilberto e Montillo; Robert e Thiago Ribeiro.

São Paulo: Paulo César Carpegiani tem uma dúvida no meio-campo entre Carlinhos Paraíba e Cleber Santana, com maiores chances para o primeiro. Em relação ao jogo contra o Atlético-PR, a grande novidade será o garoto Lucas, que cumpriu suspensão automática na última partida. Sem Fernandinho, machucado, Fernandão ganha nova oportunidade entre os titulares.

Quem está fora

Cruzeiro: o atacante Wellington Paulista, que se recupera de uma entorse no joelho direito, só deverá ter condições de jogo no próximo domingo, quando a Raposa encara o Vitória, em Salvador.

O zagueiro Cláudio Caçapa sofreu uma lesão no menisco do joelho direito e terá que passar por cirurgia. O defensor não atua mais na competição por conta do período de recuperação, estimado em um mês.

São Paulo: com um edema ósseo na perna direita, Fernandinho foi vetado pelo departamento médico. Jorge Wagner, que operou a mão esquerda, está em processo final de recuperação e pode ficar à disposição na próxima semana. Além deles, seguem fora o goleiro Bosco (lesão no joelho esquerdo), lateral-esquerdo Junior Cesar (lesão no tendão de Aquiles do pé esquerdo) e o volante Wellington (lesão no joelho esquerdo), que foram operados e só voltam ao time em 2011.

Pendurados

Cruzeiro: Fábio, Cláudio Caçapa, Leonardo Silva, Jonathan, Rômulo, Fabinho, Fabrício, Montillo e Farías.

São Paulo: Rogério Ceni, Renato Silva, Samuel, Diogo, Rodrigo Souto, Carlinhos Paraíba e Cléber Santana.

Fique de olho

Cruzeiro: o meia Gilberto é o grande trunfo da Raposa para a reta final do Brasileiro. O jogador voltou ao time há três rodadas, recuperado da tendinite que o tirou de um turno da competição. Com lançamentos precisos e velocidade na armação ao lado do argentino Montillo, o setor de criação com Gilberto deixa o Cruzeiro bastante ofensivo e perigoso.

São Paulo: depois de ter cumprido suspensão, Lucas reassume sua vaga no meio-campo. Titular por 16 partidas consecutivas, o camisa 37 é considerada intocável no esquema do técnico Paulo César Carpegiani. Para o treinador, o garoto é o tipo de jogador que, mesmo sem estar bem em campo, pode definir a partida em um único lance.

O que eles disseram

Cuca (técnico do Cruzeiro): 'Vai ser um jogão! O Cruzeiro precisa da vitória para seguir sonhando com o título. O São Paulo também quer ganhar para disputar novamente uma Libertadores ano que vem. Quem vai ganhar é o público que irá acompanhar essa partida. Espero que o torcedor cruzeirense saia mais satisfeito no final'.

Paulo César Carpegiani (técnico do São Paulo): 'Vamos enfrentar um dos times mais técnicos do campeonato. A nossa situação não nos permite pensar em outro resultado que não seja a vitória. Até pela característica das duas equipes, acredito que será como o nosso jogo contra o Santos. Quando você enfrenta times que atacam muito, como é o caso do Cruzeiro, você se sente na obrigação de fazer o mesmo. É essa a previsão que faço para quarta-feira. Vamos correr esse risco, a obrigação de buscar os três pontos é nossa.'

Último confronto

- O São Paulo não perde para o Cruzeiro há 12 partidas no Campeonato Brasileiro sendo que a última derrota aconteceu em 2004, quando o time mineiro venceu o duelo por 2 a 1, no Mineirão.

Neste ano, São Paulo e Cruzeiro já se enfrentaram pela Libertadores. Na ocasião, o Tricolor derrotou a Raposa em Minas Gerais por 2 a 0 e avançou no torneio.

No primeiro turno, as equipes empataram por 2 a 2 no Morumbi. Na ocasião, o argentino Montillo fez sua estreia com a camisa do Cruzeiro e foi decisivo no lançamento para o gol de Thiago Ribeiro, que virou a partida. Casemiro abriu o placar para o time da casa enquanto Wellington Paulista empatou para a Raposa. No último minuto de jogo, Ricardo Oliveira empatou.

Por: Fernando Martins Y Miguel e Marcelo Prado

veja também