MENU

Cruzeiro repete o script e vence o Inter, por 1 a 0, no Parque do Sabiá

Cruzeiro repete o script e vence o Inter, por 1 a 0, no Parque do Sabiá

Atualizado: Quinta-feira, 9 Setembro de 2010 as 8:08

No duelo dos seis pontos da rodada do Campeonato Brasileiro, o Cruzeiro levou a melhor e ultrapassou o Internacional na tabela de classificação. O time mineiro venceu o Colorado por 1 a 0, no Parque do Sabiá, em Uberlândia. O gol de Everton, ainda no início da partida, deixou a Raposa com 34 pontos, contra 31 da equipe gaúcha.

Pela primeira vez na competição, o time mineiro conseguiu três vitórias seguidas e confirmou a boa fase do time jogando no Triângulo Mineiro. Antes, a Raposa já havia vencido o Corinthians e o Flamengo pelo mesmo placar. Já o Inter, após três jogos sem levar gols, voltou a perder depois de cinco rodadas de invencibilidade.

Na próxima rodada, o Cruzeiro vai a Florianópolis encarar o Avaí, no domingo, às 16h (de Brasília). No mesmo dia, o Inter receberá o Goiás, às 18h30m, no Beira-Rio, em Porto Alegre.

Show de Everton

Sem Montillo, principal jogador da equipe nos últimos jogos, o Cruzeiro tinha em Roger a esperança da armação das jogadas. E a primeira jogada de perigo da Raposa saiu dos pés do meia, aos 9 minutos. Ele lançou Thiago Ribeiro, que cruzou para Everton cabecear com perigo, por cima da trave.

E Everton, a propósito, foi o protagonista do primeiro tempo. O jogador, que substituiu Fabrício, lesionado, voltou com estilo ao time. Aos 14 minutos, Jonathan cruzou, e o volante apareceu como elemento surpresa. O chute, de primeira, deu um sem-pulo para abrir o placar. O goleiro Renan não teve a menor chance de fazer a defesa.

A marcação do Cruzeiro seguia firme, e o Internacional tinha dificuldades de chegar à área celeste. Tanto que apenas aos 29 minutos, após cruzamento de Wilson Mathias, Leandro Damião quase completou para o gol, no primeiro momento de perigo da equipe colorada.

O curinga de Cuca, Everton, quase fez o seu segundo. Ernesto Farías chegou à linha de fundo e cruzou da direita. O volante chutou rasteiro, mas a bola desviou na zaga e ficou fácil para Guiñazu tirar o perigo.

O time mineiro foi melhor e mereceu a vitória. O Colorado praticamente não teve chances de marcar, e Fábio foi quase um espectador privilegiado.

Jogo morno

No segundo tempo, o nível técnico da partida caiu consideravelmente. Com a vantagem no placar, o Cruzeiro limitava-se a marcar e a sair nos contra-ataques, principalmente pelas laterais. Com isso, o Internacional, pouco inspirado, não conseguia fugir da marcação adversária.

Aos poucos, o Cruzeiro foi perdendo o gás, e o time gaúcho começou a pressionar. Com Giuliano e Tinga com mais liberdade no meio-campo, o time gaúcho pecava nos passes finais. Mesmo assim, Fábio trabalhou um pouco mais e teve que aparecer para evitar o empate colorado. Já no fim da partida, Giuliano fez grande jogada ao driblar dois e chutar rasteiro para mais uma boa defesa do goleiro cruzeirense, que mandou para escanteio.

O técnico Cuca ainda alterou a equipe, buscando dar mais força defensiva ao time. Celso Roth, ao contrário, colocou Andrezinho em campo e foi para cima do Cruzeiro. Porém, a zaga celeste, formada por Gil e Léo, e o apoio de Henrique e Marquinhos Paraná, não deu chance para o empate.

O Cruzeiro conseguiu a terceira vitória seguida na competição e chegou, enfim, ao G-4 do Campeonato Brasileiro.

fonte: Globo

Postado por: Juliana Melo

veja também