MENU

Cruzeiro vence o Uberaba por 3 a 0 e se garante na semi

Cruzeiro vence o Uberaba por 3 a 0 e se garante na semi

Atualizado: Quinta-feira, 8 Abril de 2010 as 12

O Cruzeiro não teve problemas para garantir a vaga nas semifinais do Campeonato Mineiro. Com um futebol consistente, venceu o Uberaba por 3 a 0, com gols de Leonardo Silva, Thiago Ribeiro e Gilberto.  A Raposa brilhou nas jogadas de bola parada. O primeiro gol nasceu de um escanteio, e os outros dois saíram em cobranças de falta.

Agora, o time celeste espera na semifinal o vencedor do confronto entre Tupi e Ipatinga, que se enfrentam nesta quinta-feira, às 21h50m (de Brasília), em Juiz de Fora. Na primeira partida, o Tigre venceu em casa por 2 a 1, e agora joga pelo empate.

Nas semifinais, independentemente do adversário, o Cruzeiro jogará por dois placares iguais em caso de uma vitória e uma derrota, já que teve a melhor campanha na fase de classificação.

Tranquilidade celeste

O Uberaba, logo no início do jogo, partiu para cima do Cruzeiro, na empolgação de seus jogadores. Mas a maior categoria do time celeste logo prevaleceu.

Aos 6 minutos, Jonathan cobrou falta pela direita, e a dupla de zagueiros do Cruzeiro, que estava na área, foi responsável pelo primeiro gol da partida. Gil, de calcanhar, tocou para trás, quando a bola já saía pela linha de fundo. Leonardo Silva, de cabeça, tocou para o gol, sem chances para Fernando.

O Uberaba se assustou com a vantagem celeste. Afinal de contas, para se classificar, o Zebu precisava virar o placar. Porém, o Cruzeiro era dono das ações e corria pouquíssimos riscos de sofrer o empate.

Confira os melhores momentos da partida:

Apesar da superioridade, o Cruzeiro não chegava com frequência ao gol adversário. Kleber, muito bem marcado, tinha dificuldades de virar o corpo para cima dos zagueiros.

Tanto que Gilberto teve de se aproximar dos atacantes. Em uma dessa jogadas, o meia sofreu falta na entrada da área. Aos 47 minutos, Thiago Ribeiro soltou a bomba, no ângulo direito de Fernando. O goleiro não conseguiu tocar na bola, que morreu no fundo das redes: 2 a 0.

Ritmo lento e vitória garantida

A segunda etapa começou morna. Sob a orientação do técnico Adilson Batista, o Cruzeiro se postou um pouco mais atrás, buscando os contra-ataques. O Zebu tentava chegar ao ataque, mas era rapidamente dominado.

O ritmo era lento, e o Cruzeiro fez a primeira substituição. Fernandinho entrou, e Fabrício deixou o gramado, poupado pelo treinador celeste. Assim, Marquinhos Paraná voltou para o meio-campo.

Logo no lance seguinte, Thiago Ribeiro recebeu em velocidade pela direita e lançou Kleber. O atacante foi derrubado na meia-lua da área. Na cobrança da falta, aos 17 minutos, Gilberto mandou rasteiro, sem chances para Fernando: 3 a 0.

Aos 27 minutos, o Uberaba teve grande chance de diminuir, com o atacante André Nascimento, que entrou no lugar do zagueiro Ednei. O goleiro Fábio, muito bem colocado, evitou que o Zebu fizesse o primeiro gol.

O Cruzeiro levou o jogo até o fim com serenidade. A equipe tocou a bola e conquistou o resultado suficiente para se garantir na sequência do Campeonato Mineiro.

Por: Rodrigo Fuscaldi

veja também