MENU

Cuca e Dorival Júnior trocam elogios antes do duelo

Cuca e Dorival Júnior trocam elogios antes do duelo

Atualizado: Sábado, 12 Fevereiro de 2011 as 8:25

Eles protagonizaram o mesmo roteiro e caíram nas graças da torcida, justamente por conta dos trabalhos realizados em 2010.

Os técnicos Cuca e Dorival Júnior se enfrentarão pela segunda vez no maior clássico de Minas Gerais, mas a rivalidade entre os dois não ultrapassará os limites da Arena do Jacaré. Cruzeiro e Atlético-MG se enfrentarão neste domingo, às 17h (de Brasília), pela terceira rodada do Campeonato Mineiro. Os treinadores são amigos há tempos. Os dois jogaram juntos no Palmeiras e mantêm a amizade desde então. A semelhança no comando dos rivais é muito grande.

Cuca chegou ao Cruzeiro após a eliminação do clube na Taça Libertadores. Na época, a equipe estava apenas na parte intermediária da tabela do Campeonato Brasileiro. Como um autêntico mineiro, Cuca trabalhou sem alarde, motivou a equipe e conseguiu um feito importante: levou a Raposa ao vice-campeonato brasileiro e a uma vaga na Libertadores de 2011.

Dorival Júnior, por sua vez, também não teve vida fácil no Galo. O treinador assumiu o clube com a missão de salvar o badalado time de Vanderlei Luxemburgo do temível rebaixamento à série B do Brasileirão. O objetivo foi alcançado, e o clube se garantiu na primeira divisão quando ainda faltava uma rodada para o fim do torneio.

Com moral

Recentemente, os dois treinadores tiveram problemas disciplinares com seus comandados. Cuca e Roger chegaram a discutir via imprensa sobre o não aproveitamento do jogador como titular do Cruzeiro. Dorival, ainda quando era treinador do Santos, travou uma batalha com Neymar, que culminou com a saída do treinador da equipe paulista.

No primeiro duelo entre os dois à frente de Cruzeiro e Atlético-MG, quem levou a melhor foi Dorival Júnior. O Galo bateu a Raposa por 4 a 3, em Uberlândia, e o triunfo foi fundamental para a permanência da equipe na série A. A derrota complicou a vida do time celeste, que viu o título ficar com o Fluminense, dois pontos à frente.

O cenário para o segundo embate é novamente mais favorável a Cuca. Assim como ano passado, o entrosamento do Cruzeiro é o grande trunfo do treinador paranaense. Além disso, Dorival Júnior não terá à disposição o zagueiro e capitão Réver, além de ter de improvisar o meia Jackson como lateral-direito.

Amizade

Os dois treinadores estão preparados para mais um duelo. A amizade entre os dois faz com que cada um saiba o que esperar do clássico.

- Os times do Dorival são sempre organizados. São equipes com postura. É um homem sério e que cobra muito no dia a dia – destacou Cuca.

- Ele é muito competente. Sempre fez bons trabalhos e montou grandes equipes – disse Dorival Júnior.

Rivalidade à parte, os treinadores não se furtaram a participar da tradicional ‘rasgação de seda’.

- Torço muito por ele, que tem uma carreira muito bonita. Quando uma pessoa muda de profissão, a gente só pode torcer para que ela consiga fazer um bom trabalho – disse Dorival.

Já o comandante celeste não deixou os elogios por menos.

- É difícil encontrar defeitos no trabalho dele. Mesmo se tivesse, eu não falaria, afinal somos amigos. Mas é um grande treinador e já mostrou isso em todos os clubes por onde passou – concluiu.  

veja também