MENU

Damião tem início de temporada arrasador: nove gols em seis jogos

Damião tem início de temporada arrasador: nove gols em seis jogos

Atualizado: Sexta-feira, 11 Março de 2011 as 4:06

É de cair o queixo o início de ano do centroavante Leandro Damião. Ele foi a campo em seis partidas em 2011. E marcou gols em cinco delas. O camisa 9 do Inter já mexeu nas redes rivais nove vezes na temporada. Tem a impressionante média de 1,5 gol por partida em seu primeiro ano como titular do time vermelho.

Em dois jogos, Damião marcou três vezes: contra o Pelotas, no primeiro turno do Gauchão, e nesta quinta-feira, diante do Ypiranga, na largada do returno do Estadual. Os outros ocorreram contra Juventude e Veranópolis, também pelo torneio regional, e diante do Jaguares, no Beira-Rio, pela Libertadores.     Damião só não marcou no empate por 1 a 1 com o Emelec, no mês passado, no Equador. Ficou no quase. Teve repetidas chances, pelo alto e por baixo, mas não conseguiu anotar. Nada, porém, que abalasse sua condição de titular absoluto do Inter em 2011. Mesmo com figuras como Cavenaghi e Alecsandro em seu encalço, o jogador vive momento de segurança entre os 11 eleitos do chefe.

- Meu voto de confiança ao Damião foi na Libertadores do ano passado, não neste início de temporada. Quer voto de confiança maior do que dar a chance de ele entrar lá (na final contra o Chivas) e ter a chance de fazer o gol? Ele vinha fazendo isso antes mesmo desse jogo. Ele está aí. Ele é um jogador que luta, que tem presença de área, e ele está fazendo gol. Ele que siga o caminho dele. Estamos gostando do jeito que ele está – disse Roth.     Com o passar dos jogos, o centroavante ganha mais confiança dos colegas. Oscar, participante direto de dois dos três jogos marcados por Damião contra o Ypiranga, resume bem a questão:

- O Damião faz muito gol mesmo...

A diretoria do Inter prevê que Leandro Damião deve ser o próximo jogador assediado pelo mercado europeu. O curioso é que o clube, ao buscar Cavenaghi, demonstrou não ter a certeza absoluta de que o jogador conseguiria segurar a bronca de ser o titular em 2011. Pelo menos até meados de março, ele não deu chances ao concorrente argentino.      

veja também