MENU

Dan Henderson vence Shogun e entra na fila pelo cinturão

Dan Henderson vence Shogun e entra na fila pelo cinturão

Atualizado: Domingo, 20 Novembro de 2011 as 8:36

O americano Dan Henderson conseguiu neste sábado, no UFC 139, uma vitória épica que pode levá-lo à disputa do cinturão dos pesos meio-pesados. Atuando de forma convincente, o californiano derrotou o brasileiro Maurício Shogun em uma batalha espetacular de cinco rounds por decisão unânime dos juízes. Com o triunfo, Hendo se torna um dos principais candidatos a lutar pelo título da categoria contra o vencedor da luta entre o atual campeão, Jon "Bones" Jones e o brasileiro Lyoto Machida, que acontece no UFC 140, em 11 de dezembro, em Toronto, no Canadá.

Dan Henderson vence Maurício Shogun em bataha épica de cinco rounds no UFC 139 (Foto: Getty Images)   - Tudo que posso dizer é que esse cara consegue aguentar muitos socos. Bati forte, e ele aguentou tudo. É um guerreiro. Eu deveria ter finalizado a luta. Acho que essa pode ter sido a luta mais difícil da minha vida, e acho que mereço a chance de disputar o título da categoria - disse Dan Henderson após a luta.

O brasileiro mostrava-se decepcionado pelo resultado do combate, mas parabenizou o seu adversário pela vitória.

- Dan Henderson bateu muito forte, parabenizo-o pelo resultado. Eu tentei usar o jiu-jitsu, e talvez eu até pudesse ter vencido, mas infelizmente não foi possível - disse Shogun, com dificuldade para falar devido ao inchaço na boca decorrente dos golpes recebidos.

A luta

O primeiro round começou com Henderson encurralando Shogun na grade e acertando golpes seguidos no brasileiro, com uma sequência de socos e uma tentativa de guilhotina que, por pouco não foi encaixada. Desorientado pelos golpes do americano, Shogun cadenciou a luta e ganhou tempo para se recuperar no round. Aparentando estar melhor fisicamente, Hendo continha as entradas do brasileiro. Até que, a 1m19s do fim do assalto, Shogun acertou um bom golpe e derrubou o veterano, que conteve a reação e travou a luta até soar o gongo. Sangrando bastante no supercílio esquerdo, o ex-campeão meio-pesado parecia cansado e desgastado.

No segundo assalto, Henderson manteve o seu ritmo, aproveitando o desgaste do brasileiro para aplicar seguidos golpes e evitar uma recuperação de Shogun na luta. Forçando a luta na curta distância, o americano impedia que Shogun impusesse o estilo de luta que o consagru, com golpes dados fortes, preparados à distância. No intervalo, o córner do americano dizia seguidamente para Henderson que Shogun "estava morto".

Shogun aguenta castigo, mas se recupera

O terceiro round teve em seu início uma sequência devastadora de golpes de Dan Henderson contra o brasileiro, praticamente forçando o árbitro Josh Rosenthal a encerrar o combate. Apesar de ser duramente castigado, Shogun resistiu e tentou uma chave de tornozelo, que por pouco não conseguiu encaixar. Muito cansado e castigado, o curitibano resistia bravamente, recusando-se a desistir da luta. No intervalo, o árbitro pediu a entrada do médico no octógono para avaliar a condição física do brasileiro, que tinha muitos ferimentos no rosto. Após ser examinado, Shogun foi autorizado a continuar o combate.

No quarto round, Shogun tentou surpreender o americano tentando levar a luta para o chão, mas o cansaço e o desgaste impediam de manter Henderson sob contrle. Lutando com o coração, Shogun conseguiu se livrar de um crucifixo aplicado pelo americano, e ficou por baixo na luta de chão. Após serem separados pelo árbitro, os dois lutadores voltaram à trocação, e Shogun acertou um golpe fortíssimo, abalando Henderson, que resistiu ao castigo e conseguiu segurar o brasileiro no chão até o fim do round.

No quinto e decisivo assalto, com os dois atletas muito cansados, o combate recomeçou com o brasileiro puxando o americano para a de chão, conseguindo a montada e iniciando o "ground and pound". Mesmo canado, Henderson conseguiu amarrar a luta e segurar o ímpeto do brasileiro. A dois minutos do fim da luta, Shogun conseguiu novamente se livrar do americano e dsferir alguns golpes, mas o desgaste era muito grande, e a força dos socos era menor que o necessário para nocautear o americano. Mesmo dominando a parte final do combate, Maurício Shogun não conseguiu nocautear o americano.

Confira os resultados completos do UFC 139

CARD PRINCIPAL

Dan Henderson venceu Maurício Shogun por decisão unânime dos jurados

Wanderlei Silva venceu Cung Le por nocaute técnico aos 4m49s do segundo round

Urijah Faber venceu Brian Bowles por finalização a 1m27s do segundo round

Martin Kampmann venceu Rick Story por decisão dividida dos jurados

Stephan Bonnar venceu Kyle Kingsbury por decisão unânime dos jurados

CARD PRELIMINAR

Ryan Bader venceu Jason Brilz por nocaute a 1m17s do primeiro round

Michael McDonald venceu Alex Soto por nocaute aos 42s do primeiro round

Chris Weidman venceu Tom Lawlor por finalização a 1m07s do primeiro round

Gleison Tibau venceu Rafael dos Anjos por decisão dividida dos jurados

Miguel Angel Torres venceu Nick Pace por decisão unânime dos jurados

Seth Baczynski venceu Matt Brown por finalização aos 42s do segundo round

Danny Castillo venceu Shamar Bailey por nocaute técnico aos 4m52s do primeiro round     Por SporTV.com San Jose, EUA

veja também