MENU

Daniel Alves quis arriscar a carreira para salvar Abidal

Daniel Alves quis arriscar a carreira para salvar Abidal

Atualizado: Terça-feira, 17 Setembro de 2013 as 5

Daniel Alves quis arriscar a carreira para salvar AbidalVocê pode não gostar de Daniel Alves. Irritar-se com os erros do lateral na Seleção, não gostar do estilo do jogador, enfim. Porém, é impossível não aplaudir o gesto grandioso do brasileiro em relação a Éric Abidal. Para salvar a vida do ex-companheiro de Barcelona, Daniel esteve disposto até mesmo a comprometer a sua carreira.

A história foi revelada por Abidal apenas neste domingo, em entrevista à Catalunya Ràdio. Quando o francês descobriu que o câncer que tratou em 2011 voltou a se manifestar e que precisaria de um transplante de fígado, Daniel Alves se ofereceu para doar parte de seu órgão ao amigo: “Minha relação com Dani vai além da amizade. Ele me ofereceu seu fígado, mas não pôde doar por ser um atleta de elite. Foi um grande gesto, é uma grande pessoa”.

Caso passasse pela operação, Daniel Alves também precisaria se manter afastado por alguns meses, até que o órgão se regenerasse. No fim, Abidal recebeu o transplante de seu primo, a quem homenageou na volta aos gramados. O francês passou pela operação em abril do ano passado, permaneceu 40 dias internado e, depois de uma longa recuperação, retornou aos gramados um ano depois.

Mesmo sem poder doar o fígado, Daniel Alves foi capaz de outro belo gesto em relação a Abidal nesta temporada.  Após a transferência do francês ao Monaco, o brasileiro trocou a camisa 2 pela 22, antigo número do companheiro. Se Abidal deixou o Barcelona descontente com a postura do clube, mesmo reiterando na entrevista deste domingo que não guarda ressentimentos, ele sabe que ao menos terá um amigo para a vida inteira no Camp Nou.

Por Leandro Stein

veja também