MENU

De olho em Nadal e Federer, Djokovic avisa: 'Não quero parar por aqui'

De olho em Nadal e Federer, Djokovic avisa: 'Não quero parar por aqui'

Atualizado: Segunda-feira, 31 Janeiro de 2011 as 9:36

Quando levantou o troféu do Australian Open neste domingo, Novak Djokovic lembrou o sabor de conquistar um Grand Slam, o que não acontecia com ele há três anos. E decidiu que quer mais. Disposto a bater na porta de um salão nobre habitado hoje por Rafael Nadal e Roger Federer, o sérvio de apenas 23 anos sabe que ainda tem tempo de sobra para fincar sua bandeira no topo do tênis mundial.

- Estou mais focado e dedicado ao esporte do que jamais estive na vida. Hoje eu vivo o sonho de um tenista e não quero parar por aqui. Quero manter meu corpo saudável, em forma e pronto para os desafios que virão. Rafa e Roger são os dois melhores do mundo, sem dúvida. Mas é bom ver outros jogadores chegando longe em Grand Slams e lutando por títulos – afirmou Djokovic, terceiro colocado no ranking.

Em 2008, ele tinha conquistado o mesmo Australian Open ao bater o francês Jo-Wilfried Tsonga na decisão. De lá para cá, o sérvio nota uma evolução no seu jogo.

- Sou um jogador melhor hoje do que era há três anos. Estou mais forte fisicamente, mais rápido e mais motivado. Hoje sei como reagir na quadra ao enfrentar os grandes – explicou.

Bicampeão na Austrália, Djokovic foi compreensivo com o rival Andy Murray no discurso após a final. O sérvio afirmou que é questão de tempo até o escocês entrar para o rol dos campeões de Grand Slams.

- Eu sei como ele se sente. É a terceira final dele, e o título ainda não veio. Tenho muito respeito por ele e sei que ele tem tudo para se tornar um campeão, isso vai acontecer em muito breve - elogiou.

veja também