MENU

De olho na renovação, Mano projeta volta de medalhões em 2011

De olho na renovação, Mano projeta volta de medalhões em 2011

Atualizado: Sexta-feira, 20 Agosto de 2010 as 2:16

Na primeira lista, apenas quatro nomes: Robinho, Daniel Alves, Ramires e Thiago Silva. Na segunda, mais um: Gomes. Em seu início de trabalho na Seleção Brasileira, Mano Menezes convocou apenas cinco jogadores que estiveram na última Copa do Mundo. Segundo o treinador, esse número só vai aumentar em 2011.

Nesta sexta-feira, o técnico chamou 22 atletas que atuam na Europa para um período de treinos entre 2 e 8 de setembro na Espanha, sem amistosos. Os “medalhões” deram espaço a jovens novatos como Philippe Coutinho (Inter de Milão), Fernandinho e Douglas Costa (ambos do Shakhtar Donetsk).

- Vai existir o momento onde faremos o encontro com mais gente que estava na Copa. Isso vai acontecer com mais ênfase no início do ano que vem. Nestes primeiros trabalhos vamos ter um número muito maior de gente nova – afirmou Mano.

Ao contrário da primeira convocação para o amistoso com os Estados Unidos, o técnico disse que nenhum jogador rejeitou o chamado agora. Segundo Mano, o grupo da Seleção é dividido em dois tipos de observação: jogadores que têm idade para jogar Olimpíadas e Copa América, e atletas que só poderiam atuar na Copa América. Mas todos com chances para 2014. Seis têm idade olímpica: Philippe Coutinho, Rafael (Manchester United), Alexandre Pato (Milan), Sandro (Tottenham), André (Dínamo de Kiev)) e Douglas Costa. Mano sabe que terá problemas na convocação para os Jogos. Em 2008, alguns clubes europeus tentaram evitar a liberação de atletas, como Rafinha (então no Schalke), alegando que o torneio de futebol das Olimpíadas não é oficial da Fifa.

- É importante observar o comportamento deles, estabelecer uma relação de confiança com os clubes, pois vamos depender de uma boa vontade. Estamos tentando nesse momento um estreitamento nessa relação, para que eles se sintam importantes nesse processo e no futuro sejam liberados para jogar as Olimpíadas – disse.

veja também