MENU

De olho na seleção olímpica, Nezinho encara o Bauru do concorrente Larry

De olho na seleção olímpica, Nezinho encara o Bauru

Atualizado: Sexta-feira, 4 Maio de 2012 as 9:37

A maratona de jogos nacionais e internacionais pode estar maltratando o corpo, mas tem ajudado a cabeça. Com pouco tempo para pensar entre um compromisso e outro, fica mais fácil controlar a ansiedade em pleno ano olímpico. Nezinho não esconde que ela existe. Deixa claro nas redes sociais o sonho de viver a experiência, alimentado desde que viu Magic Johnson entrar em quadra com o Dream Team, meses depois de ter anunciado que era portador do vírus HIV, e ganhar a medalha de ouro em Barcelona-92. O armador do Brasília sabe que a disputa é acirrada, e viu ainda Larry Taylor entrar nela após o fim do processo de naturalização do americano. Nesta sexta-feira, o jogador enfrenta o rival por uma vaga, na primeira da série melhor de cinco das quartas de final do NBB. O time da capital encara justamente o Bauru, fora de casa,  a partir de 21h (de Brasília), com transmissão do SporTV.
Atual bicampeão da competição, o Brasília entra em quadra depois de ter ficado em quarto lugar na Liga das Américas. Se o título internacional não veio, Nezinho e seus companheiros não querem deixar escapar o terceiro troféu seguido no país. Lembra que o grupo passou por momentos complicados na fase de classificação, chegando a ficar na oitava posição, e encontrou força para reagir na reta final. A guinada rendeu o terceiro lugar na fase regular.
- Mostramos que somos uma equipe de chegada e decisão. Nessa série vamos ter que fazer o nosso jogo muito bem. Como fizemos uma maratona de jogos, temos que procurar manter a concentração. Estamos num ano diferente, perto dos Jogos, e temos que pensar uma coisa por vez. Quando era mais novo, isso era mais complicado. Mas agora consigo manter a tranquilidade. Nada vai me atrapalhar, tenho que ficar focado. Não importa se estiver chovendo ou fazendo sol, eu tenho é que ajudar a minha equipe - disse.
Se a lista do treinador Rubén Magnano para o período de preparação da seleção para Londres-2012 ainda não foi divulgada, Nezinho viu seu nome na relação de Gustavo De Conti. Foi convocado para o Sul-Americano da Argentina, que garantirá vagas para a Copa América de 2013, classificatória para o Mundial da Espanha do ano seguinte. Na lista, há nomes como Vitor Benite, Rafael Luz e Augusto Lima, que, assim como o armador, estiveram no Pré-Olímpico de Mar del Plata de 2011, quando o Brasil garantiu seu retorno aos Jogos após 15 anos.
- Tenho orgulho de ter feito parte do time que conseguiu a classificação, mesmo eu tendo jogado pouco. Era uma conquista que todo mundo queria, porque tentamos muitas vezes, e desta vez chegamos. Agora, a possibilidade de estar nos Jogos é motivo de ansiedade. Estive nas últimas convocações e vou tentar entrar nesse grupo. Sei que o Larry é um cara que gosta de trabalhar, que tem qualidade e está entrando com vontade também nesta disputa. Magnano vai decidir, mas vou fazer o máximo para conseguir um espaço. O Brasil merece ir bem. Sempre que penso numa Olimpíada lembro de Magic Johnson. Ele é uma inspiração pela coragem, por ter superado a dificuldade de revelar que era soropositivo, e de ver jogadores que não queriam jogar contra ele por isso. E foi lá e venceu.

veja também