MENU

De roupa nova, Timão sofre para bater os reservas do Coritiba: 2 a 1

De roupa nova, Timão sofre para bater os reservas do Coritiba: 2 a 1

Atualizado: Segunda-feira, 30 Maio de 2011 as 8:08

Vencer os reservas do Coritiba não parecia ser uma das missões mais complicadas para o Corinthians. Mas, no dia em que a equipe estreou seu uniforme grená, a Fiel passou um grande sufoco. Com uma atuação irregular, o Timão sofreu para fazer 2 a 1 sobre o Coxa B, na Arena Fonte Luminosa, em Araraquara-SP, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro. Méritos para o criticado meia Danilo, melhor da partida e autor do gol salvador, aos 35 minutos do segundo tempo.

O triunfo mantém o clube paulista com 100% de aproveitamento – na estreia, bateu o Grêmio por 2 a 1, em Porto Alegre. A equipe dirigida por Tite, porém, tem saldo de gols inferior a São Paulo e Atlético-MG. No próximo domingo, os paulistas vão ao Rio de Janeiro para enfrentar o Flamengo, às 16h, no Engenhão

Já o Coritiba continua concentrado apenas na Copa do Brasil, sem dar tanta importância para o Brasileirão. O Coxa ainda não somou pontos no torneio e aparece entre os últimos. Agora, prepara-se para encarar três jogos seguidos contra o Vasco. O primeiro deles, quarta-feira, às 21h50m, em São Januário, pela final da Copa do Brasil. Os outros dois serão disputados domingo (pelo Brasileirão) e na quarta seguinte, no Couto Pereira, na grande decisão.

Timão sufoca e marca no início   O Corinthians não teve qualquer dificuldade para dominar a partida desde os primeiros minutos. Tite concentrou o jogo ofensivo pelo lado esquerdo, nas descidas do lateral Fábio Santos, amparado por Morais e Willian. Sem tanta velocidade, mas com boa atuação, Danilo virou praticamente um terceiro atacante ao encostar em Liedson e abrir espaço para os volantes se aproximarem.

E logo no comecinho, o Alvinegro chegou ao gol tirando proveito da falha de marcação na intermediária rival. Com muito espaço para encostar no campo ofensivo, Paulinho apareceu como “homem-surpresa” na entrada da área, tabelou com Willian e abriu o placar.

O Coritiba sofria para se encontrar em campo, principalmente por causa do excesso de passes errados. O buraco entre a defesa e o meio de campo facilitou o jogo corintiano. Paulinho quase repetiu a dose mas, desta vez, Vanderlei segurou. O Coxa respondeu com chute de Geraldo para boa defesa de Julio Cesar.

Apesar da superioridade técnica, o Corinthians se acomodou com a vantagem. O time diminuiu a força da marcação sob pressão e permitiu que o Coritiba começasse a tocar a bola. Mesmo assim, os paulistas seguiam melhores. No fim da etapa, reclamação de pênalti não marcado, após choque de Marcos Paulo com Paulinho.

Danilo foi o melhor em campo do Corinthians contra o Coritiba (Foto: Celio Messias / Agência Estado)

  Melhor em campo, Danilo salva o Corinthians

 O Corinthians sofreu uma baixa logo no início do segundo tempo. O lateral-direito Alessandro sentiu dores no músculo adutor da coxa direita ao fazer um cruzamento e precisou ser substituído por Moradei. O segundo gol quase veio em um lance de bola parada com Chicão cobrando falta. O goleiro espalmou para escanteio.

O Coritiba respondeu em seguida. Após cruzamento, Leonardo desviou de cabeça, a bola cruzou toda a pequena área e ninguém apareceu para finalizar. Temerosa, a torcida do Timão decidiu participar e passou a pedir o atacante Jorge Henrique, que já havia sido aplaudido quando chegava ao banco de reservas depois do intervalo. Tite atendeu, mas recebeu vaias por tirar Willian e recebeu gritos de "Burro!".

Para complicar ainda mais a situação do Timão grená, o Coritiba chegou ao empate. Cruzamento para a área e cabeçada de Leonardo em posição duvidosa: 1 a 1.

A igualdade deixou o Corinthians no desespero. O sofrimento da torcida, porém, não durou muito. Aos 35, Jorge Henrique cruzou da esquerda, Danilo apareceu na área e desviou para a rede. Explosão da torcida corintiana. No fim, o Coxa quase igualou, com uma bomba de Anderson Aquino que balançou a trave.          

veja também