MENU

De volta, Marlos quer mostrar serviço para ganhar espaço com Carpegiani

De volta, Marlos quer mostrar serviço para ganhar espaço com Carpegiani

Atualizado: Quinta-feira, 17 Março de 2011 as 2:29

Em 2010, Marlos era titular absoluto com o ex-técnico Ricardo Gomes. Depois, quando o treinador foi dispensado após a eliminação na Taça Libertadores da América, o meia-atacante perdeu espaço com o interino Sérgio Baresi. Depois, a situação se manteve inalterada com a chegada de Paulo César Carpegiani.

Quando virou o ano, a situação parecia ter mudado para o jogador, que disputou dois jogos como titular, contra São Bernardo e Ponte Preta, marcou um gol e deu duas assistências. Mas logo, tudo voltou para trás. O camisa 11 voltou a ficar como opção no banco de reservas e, das 12 partidas restantes, disputou somente duas como titular. Em outras oito, jogou minutos no segundo tempo.     No domingo, com a suspensão de Dagoberto, que levou o terceiro cartão amarelo na vitória sobre o Santo André, o jogador terá uma nova oportunidade no duelo contra o Grêmio Prudente, quando formará dupla de ataque com Willian José. E o meia espera que isso possa ser o início de uma nova fase na equipe do Morumbi, com quem tem contrato até o final do ano.

- É uma situação que eu nunca tinha vivido na carreira (ficar no banco). É uma oportunidade boa para mostrar o que eu sei fazer, espero fazer um grande jogo para conseguir voltar a ter uma sequência na equipe – afirmou.

Durante a coletiva, Marlos tentou explicar os motivos que o fizeram perder espaço na equipe.

- No ano passado, vinha atuando como titular, mas houve a mudança na comissão técnica. E, quando isso acontece, algumas peças acabam saindo. O Carpegiani tem um estilo de jogo diferente, ele gosta de atuar como dois pontas abertos e um cara mais centralizado. Hoje, como meia, só o Rivaldo pode atuar. Jogar como atacante para mim é uma nova adaptação, mas com o passar do tempo, as coisas vão melhorar – ressaltou.

No entanto, o meio-campista disse que segue otimista em busca de um futuro melhor.

- O Paulo é um cara que sempre converso comigo, é super atencioso, tenta corrigir os meus defeitos. É claro que todo jogador quer ser titular, mas eu respeito a todos e vou procurar buscar o meu espaço – disse.      

veja também