MENU

Defederico lamenta fracasso no Brasil e planeja futuro sem pressa

Defederico lamenta fracasso no Brasil e planeja futuro sem pressa

Atualizado: Terça-feira, 28 Dezembro de 2010 as 3:35

De férias em Buenos Aires, o argentino Matías Defederico estuda propostas e planeja o seu futuro com calma após fracassar como jogador do Corinthians. O meia culpou a forte exigência do futebol brasileiro para o seu baixo rendimento na primeira experiência internacional.

"Não há meio-termo no Brasil. Ou sou Maradona ou não sou nada. São extremistas. Cheguei muito elogiado e lisonjeado como 'novo Messi'. Acho que isso me atrapalhou, pois eles pensaram que vinha o Maradona, e eu sou o Matías", lamentou, em entrevista ao diário argentino Clarín.

"O futebol brasileiro é mais tático do que o argentino. Os mais talentosos fazem a diferença só nos últimos metros. O futebol é mais físico, com um campeonato longo. Não é nada fácil", acrescentou Defederico.

O Corinthians gastou cerca de US$ 4 milhões (aproximadamente R$ 7,3 milhões) para tirar Defederico do modesto Huracán em 2009 - precisou até realizar um amistoso com o clube argentino para conseguir pagar a dívida. Com apenas três gols marcados em 39 jogos, o atleta de 21 anos não justificou o investimento. A diretoria decidiu emprestá-lo em 2011, para que ele retorne mais experiente ao Parque São Jorge.

Segundo o Clarín, Independiente (clube de coração de Defederico), Gimnasia y Esgrima e All Boys, todos da Argentina, desejam contratar o meia. West Ham e Sunderland, ambos ingleses, e Universidad de Chile também teriam interesse. No Brasil, especulava-se que os argentinos Newell's Old Boys e Boca Juniors estivessem no páreo.

Apesar de o fracasso de Defederico no Corinthians causar furor no mercado argentino, o clube paulista prefere repassá-lo a um time do Brasil - assim, ele teria uma nova chance de se firmar no país. O atleta preferiu desconversar sobre os boatos: "Há muitas questões, e não quero me apressar. Estou feliz com a gama de possibilidades que tenho".

Mesmo sem ser aproveitado pelo Corinthians, Defederico não se arrependeu de ter vindo para a equipe brasileira. "Foi uma grande experiência. Estive um ano e meio fora do meu país, em um futebol diferente. Talvez não tenha jogado tudo o que eu esperava, mas tive vivências importantes para o meu futuro", disse. "Cada um pode falar o que quiser, mas não sou problemático. No meu currículo, ficará marcado que joguei com Ronaldo e Roberto Carlos. Isso está em minha memória", concluiu o argentino.

veja também