MENU

Dentinho faz gol dez mil e Timão vence o Santo André

Dentinho faz gol dez mil e Timão vence o Santo André

Atualizado: Segunda-feira, 15 Março de 2010 as 12

O Corinthians precisou de apenas dez minutos de um futebol envolvente no primeiro tempo para chegar ao gol dez mil de sua história (já atingiu o 10.001) e voltar ao grupo de classificação às semifinais do Campeonato Paulista. Com um Ronaldo muito mais participativo e servindo de garçom, Dentinho abriu o placar e Roberto Carlos marcou o primeiro gol dele com a camisa do Timão na vitória por 2 a 1 sobre o vice-líder Santo André, neste domingo, na Arena Barueri. Ricardo Conceição descontou.

Com o triunfo, o Alvinegro recupera a quarta colocação perdida pela vitória do Botafogo-SP sobre o Oeste, em Ribeirão Preto. Agora, a equipe dirigida pelo técnico Mano Menezes soma 26 pontos e embola o Estadual. O Ramalhão, que vinha de sete vitórias consecutivas, permanece com 30, apenas dois abaixo do Santos, derrotado pelo Palmeiras, na Vila Belmiro. Restam cinco rodadas para o fim da primeira fase. Os quatro melhores avançam.

Os corintianos, porém, não terão muito tempo para comemorações. Na quarta-feira, o time volta a jogar pela Taça Libertadores, contra o Cerro Porteño-PAR, às 21h50m (de Brasília), em Assunção. No retorno ao Brasil, encara o Prudente, domingo, às 17h, em Presidente Prudente. O Santo André recebe o Bragantino, sábado, às 19h30m, no estádio Bruno José Daniel.

Gol dez mil e foguete de Roberto Carlos

Quem imaginava o Corinthians com problemas para vencer o vice-líder do Paulistão se surpreendeu. Diferente dos outros jogos, o Timão dominou as ações desde o início. Com toques rápidos e sobretudo com Ronaldo mais ligado, a equipe não demorou a chegar ao primeiro gol, o de número 10.000 de sua história. Aos três minutos, Roberto Carlos disparou pelo lado esquerdo e tocou para o Fenômeno, que deu lindo passe entre os zagueiros. Dentinho dominou e bateu cruzado. A bola bateu na trave e entrou. Quinto gol consecutivo dele em cinco jogos.

Bem marcado, o Santo André não conseguiu ter a mesma força das rodadas passadas e acabou encurralado. Roberto Carlos, aos dez minutos, marcou o primeiro gol dele com a camisa alvinegra. E em seu melhor estilo. Jorge Henrique cobrou escanteio para Ronaldo servir o lateral. De fora da área, ele disparou uma bomba, acertando o ângulo esquerdo de Júlio César. Golaço na Arena Barueri!

Naturalmente, o Corinthians diminuiu o ritmo alucinante, mas continuou dominando jogo. O Santo André só começou a crescer a partir dos 25. Com mais calma e com suas peças avançadas, a equipe conseguiu impedir que o Timão voltasse a assustar e passou a controlar o meio-de-campo.

O Ramalhão, contudo, só conseguiu descontar nos minutos finais, aos 43. Ricardo Conceição recebeu passe do artilheiro Rodriguinho, fez o drible sobre Roberto Carlos e chutou com categoria, no canto esquerdo de Felipe.

Com um a mais, Timão segura o resultado

Na etapa complementar, o Santo André reapareceu pressionando. Logo aos dois minutos, Ricardo Conceição aproveitou uma indecisão da defesa alvinegra e chutou forte. Felipe fez ótima defesa em dois tempos e salvou o Corinthians. Em seguida, Dentinho sentiu um problema muscular na coxa direita e foi substituído por Morais. 

Aos nove minutos, o Santo André ficou com um jogador a menos em campo. Branquinho cometeu falta violenta sobre Ralf e recebeu cartão vermelho. Melhor para o Timão, que ganhou espaço para jogar nos contra-ataques. Ronaldo, aos 11, quase fez. Ele disparou pelo lado esquerdo, invadiu a área e bateu rasteiro. Júlio César defendeu com os pés.

Jucilei também teve sua chance, aos 15. O volante chutou forte de fora da área, o goleiro defendeu, mas a bola escapou. Antes de entrar, o camisa 1 se recuperou e, com um tapa, a jogou pela linha de fundo. Quatro minutos mais tarde, Jorge Henrique recebeu ótimo passe de Ronaldo e, de frente para o gol, chutou para fora, perdendo chance incrível de ampliar.

Nos minutos finais, com muita chuva na Arena Barueri, o Santo André esboçou uma pressão. Aos 40, Rodriguinho invadiu a área com liberdade e, na hora de finalizar, foi travado por Chicão e desperdiçou ótima oportunidade de empatar.  Aos 43, Ronaldo teve outra possibilidade. Na área pela esquerda, ele soltou a bomba e a bola quase foi no ângulo esquerdo. Já aos 45, novamente ele. Em disparada e sem marcação, chutou rasteiro de cara para Júlio César, mas o goleiro defendeu.

veja também