MENU

Dentinho recebe dicas do amigo Willian para suportar frio ucraniano

Dentinho recebe dicas do amigo Willian para suportar frio ucraniano

Atualizado: Sexta-feira, 10 Junho de 2011 as 4:07

Casacos pesados, blusas e calças com isolamentos térmicos, gorros e luvas. Tudo muito quente para suportar o frio que chega a bater - 20ºC no rigoroso inverno ucraniano. Perto de se mudar para Donetsk, onde defenderá o Shakhtar pelas próximas cinco temporadas, o atacante Dentinho recebeu os conselhos de um ex-companheiro do Corinthians, o meia Willian, sobre como se vestir para tentar amenizar o clima gelado.

Pronto para o frio! Dentinho recebe dicas de roupas de Willian (Julyana Travaglia / GLOBOESPORTE.COM)

Na Ucrânia desde 2007, quando deixou o Parque São Jorge aos 18 anos, Willian se sente totalmente habituado ao clima do país do leste europeu. Confessa que sofreu no começo, mas afirma que agora já tem alguns macetes para não congelar na fria Donetsk.

- Eu passo uma pomada nos pés nos dias de jogos para ajudar a esquentar. E coloco dentro das chuteiras um secador de cabelo que tem no vestiário para deixa-las mais quentinhas. Com o tempo vou passando outras coisas para o Dentinho - disse o camisa 10 do Shakhtar Donetsk ao Globoesporte.com.

Sempre irreverente, Dentinho já tratou de pedir dois estilos para o companheiro: esportivo e casual. Aos poucos, Willian foi escolhendo os modelos que mais combinavam com o amigo. Sem deixar as brincadeiras de lado, claro.

- Difícil é achar algo que combine com essa "latinha" - brincou.

Dentinho ficará no Shakhtar pelos próximos cinco

anos (Foto: Divulgação / Site Oficial)

- Eu vou ser o jogador mais estiloso do Shakhtar. Já fiz filme (teve uma participação no vídeo Bruna Surfistinha) e fui até modelo! Pode escrever aí que vou ser o mais bonito do time - retrucou o atacante.

Pouco a pouco, Dentinho foi experimentando as sugestões dadas pelo amigo. E comentando sobre como foi a decisão pelo futebol ucraniano. Revelado pelas categorias de base do Corinthians, ele deixou o clube depois de cinco anos como profissional pelo valor de € 7,5 milhões (aproximadamente R$ 17,1 milhões, em valores atuais). Na segunda-feira ele começa a aventura com o novo time. Vai para a Áustria fazer a pré-temporada e só no fim do mês segue para Donetsk.

- Foi uma boa oportunidade para todos. Eu já fiquei quatro dias em Donetsk, visitei o CT e o estádio. Achei tudo fantástico. É um time com muitos brasileiros e acho que não terei dificuldades por isso. Antes de acertar, liguei para o Willian e para o Douglas Costa que me falaram muito bem do clube. E não acho que vou sumir lá. O Jadson é do mesmo time e foi para a Seleção com o Mano Menezes - afirmou Dentinho, confiante.

Depois de várias provas de calças e casacos, luvas e sobretudos, Dentinho recebeu de Willian um presente: um guia de conversação em russo para não passar aperto.

- Isso daqui vai ser importante. Eu vou logo contratar um professor de russo para dominar tudo.     Dificuldades e risadas em Donetsk

A vida de Dentinho na Ucrânia não será só de dias frios. Willian disse que o verão também é rigoroso no país, com temperaturas que chegam aos 40ºC. Mas o clima não será a única dificuldade que o atacante terá pela frente. Quando foi assinar o contrato com o Shakhtar, Dentinho se encontrou com o Willian para conhecer o clube. No hotel, porém, tiveram problema com o idioma, apesar de o meia ter dito que aprendeu a língua "na marra" e se virar bem.

- Eu disse que estava com fome e falei para ele me pedir um sanduíche de frango. Mas quando chegou, era de atum! Ele não sabe nada de russo - zombou Dentinho.

Quando foi para o quarto descansar, mais problemas com o idioma. O ex-corintiano disse que não conseguia abrir a porta com o cartão. Foi para a recepção e começou a gesticular para a atendente até ser compreendido.

- Eu apontava para o cartão e fazia sinal de negativo. Ela queria saber o quarto e eu ia contando desde o um, em inglês, até formar o número do quarto que estava - diverte-se o atacante.

Mas Dentinho não pretende passar esses tipos de apertos sozinhos. O atleta confirmou ao Globoesporte.com que viverá na Ucrânia com a namorada, a modelo Danielle Souza. Seus pais também passarão algum tempo vivendo com o casal, até que eles estejam adaptados.

- Vai dar tudo certo. Eu vou me esforçar bastante lá para não ter problemas e ir bem no time. Quem brincava com o pé descalço no chão da favela se adapta nem que seja na marra. Mas agora eu vou tirar esse monte de roupas que já estou ficando com calor.        

veja também