MENU

Deola busca motivação para reta final: 'Temos de agir mais'

Deola busca motivação para reta final: 'Temos de agir mais'

Atualizado: Quarta-feira, 19 Outubro de 2011 as 2:54

Em 19 de junho, ao fim das primeiras cinco rodadas do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras cumpria todas as metas estabelecidas pelo técnico Luiz Felipe Scolari, era o segundo colocado na tabela e ainda não tinha de lidar com crises quase diárias envolvendo técnico, diretoria e jogadores. Quatro meses depois da goleada por 5 a 0 sobre o Avaí, que marcou a boa fase alviverde, o panorama é bem mais desanimador: o time ocupa a 12ª posição, está a nove pontos da zona de classificação para a Taça Libertadores e convive com o afastamento de Kleber e o caso da briga com torcedores envolvendo o volante João Vitor.   A oito rodadas do fim do Brasileirão, o desânimo é mais do que perceptível no elenco. Praticamente sem esperanças de Libertadores, o Verdão só quer jogar pelo seu nome e tradição. Mas enquanto houver chance matemática de classificação à competição sul-americana, a ordem é não desistir. E para isso, líderes do elenco pedem maior atenção contra bobeadas. O goleiro Deola, por exemplo, espera mais ação.

- Estamos em uma posição incomoda, mas não adianta desanimar. Do mesmo jeito que não ganhamos os jogos agora, ganhamos no inicio do campeonato e ficamos em segundo lugar por um bom tempo. É o mesmo grupo daquela época. Então é melhor até parar um pouquinho de falar e agir mais. Está faltando um pouquinho mais de acerto na hora H – detectou o goleiro.

O próximo jogo do Verdão é contra o Figueirense, no sábado, às 18h (de Brasília), no Canindé. O time catarinense vive melhor fase e está à frente na tabela, na oitava colocação, com 44 pontos. Nem isso desanimou Deola, que apontou para um distintivo do Palmeiras desenhado na sala de imprensa para mostrar seu sentimento.  

Deola, em entrevista coletiva na Academia

(Foto: Diego Ribeiro / Globoesporte.com)   - A motivação é esse símbolo, o Palmeiras é a maior motivação de todas, é um clube grande e todo mundo sonhou estar aqui. Está na hora de fazer um pouquinho mais e conseguir os resultados. Eles vieram no começo. O mesmo time que está jogando agora é o que conseguiu os resultados. Temos limitações como os outros times, mas a maior inspiração nossa é essa camisa – assegurou Deola.

Em relação ao time que perdeu por 2 a 1 para o Fluminense, no domingo passado, duas mudanças devem ser realizadas: Thiago Heleno, suspenso, dará lugar a Maurício Ramos. Na lateral direita, Cicinho volta de suspensão e ocupa a vaga de Paulo Henrique. O goleiro Marcos deve seguir fora, mantendo a sequência de Deola – o reserva disputou os últimos cinco jogos.        

veja também