MENU

Derrota na 'guerra' contra São Paulo não é vista como fim do mundo

Derrota na 'guerra' contra São Paulo não é vista como fim do mundo

Atualizado: Quarta-feira, 28 Setembro de 2011 as 10:24

Uma “guerra” onde a derrota não significará o fim do mundo, mas a vitória garantirá dias de paz. O que mais parece letra de John Lennon retrata as visões de Renato e Thiago Neves sobre o jogo entre Flamengo e São Paulo, domingo, no Morumbi, o primeiro de uma sequência que inclui Fluminense e Palmeiras nas rodadas seguintes. A vitória sobre o América-MG por 2 a 1 no último sábado serviu como alívio. Mas apenas por um momento.

- A vitória sobre o América foi de alívio total, mas apenas momentâneo, pois temos uma guerra pela frente contra o São Paulo. Será um jogo difícil, teremos o desfalque do Léo Moura (suspenso). Mas o Flamengo sempre vai com intuito de vencer, dentro ou fora de casa – disse Renato.

'Munição e dedo no gatilho': Fla pronto para 'guerra' contra o São Paulo (Foto: Alexandre Cassiano / Ag. O Globo)

Antes de vencer o América-MG, o Rubro-Negro amargou um jejum de dez jogos (cinco derrotas e cinco empates). Do total de 30 pontos disputados, apenas cinco foram conquistados. Por isso, a vitória na última rodada não criou euforia, mas serviu para o Flamengo projetar com mais tranquilidade a reta final do Brasileirão.

- Temos que pensar em sair dessa fase, estamos num momento delicado, faltam 12 jogos para o fim do campeonato. Temos que projetar metas. Aprimeira é vencer, depois vêm as outras. Teremos adversários diretos pela frente. Dos clubes de cima da tabela, nossa sequência de jogos é a mais difícil– afirmou Renato.

Além do São Paulo, o Flamengo enfrentará Fluminense, Palmeiras, Ceará, Santos, Grêmio, Cruzeiro, Coritiba, Figueirense, Atlético-GO, Internacional e Vasco.

Nos 26 jogos do Brasileirão, o Rubro-Negro soma dez vitórias, 11 empates e cinco derrotas, com aproveitamento de 52.6%.

veja também