MENU

Desempenho de rebaixado eleva cobrança de Felipão sobre elenco

Desempenho de rebaixado eleva cobrança de Felipão sobre elenco

Atualizado: Sexta-feira, 9 Setembro de 2011 as 8:24

A campanha do Palmeiras nos últimos jogos do Campeonato Brasileiro preocupa demais o técnico Luiz Felipe Scolari. Com apenas sete pontos conquistados dos últimos 21 disputados, o Verdão vai ficando cada vez mais longe da briga pelo título e caiu mais uma posição na tabela nesta rodada, após o empate em 2 a 2 com o Atlético-PR, em Curitiba. Sobrou para o elenco, que será ainda mais cobrado e exigido para que os resultados apareçam.

Com 34 pontos, o time divide posição com o Fluminense, mas perde no número de vitórias – primeiro critério de desempate. O aproveitamento de 33,3% é comparável ao de times que brigam hoje contra o rebaixamento. O Atlético-MG, primeiro time dentro da zona da degola, conquistou 31,8% dos pontos disputados.

Nos últimos sete jogos, o time só venceu o Corinthians, na rodada final do primeiro turno. Empatou com Bahia, São Paulo, Cruzeiro e Atlético-PR, e perdeu para Vasco e Botafogo. As metas que Felipão havia estabelecido no início do campeonato estão cada vez mais distantes.

- Fizemos apenas sete pontos, é uma campanha de time que está descendo. Portanto, para pensarmos em qualquer situação melhor, precisamos ter, no mínimo, uma sequência de cinco ou seis vitórias, o que é bem difícil. Não estou desistindo, estou trabalhando. Mas não posso entrar em campo e puxar o calção de cada um. Todos têm de exercer sua liderança – avisou Felipão.   O recado é claro e direcionado aos jogadores mais experientes, casos de Marcos Assunção e Kleber, e até mesmo do goleiro Marcos, que cometeu o pênalti que proporcionou o empate ao Atlético-PR. Felipão pede que estes protejam os mais jovens, já pressionados pela torcida após a sequência de tropeços. Kleber rebateu sinalizando que algumas mudanças poderiam ser feitas na equipe. No desembarque em São Paulo, nesta quinta-feira, a diretoria temia até um possível protesto de torcedores. Ninguém apareceu.

- Temos é de cobrar dos experientes. Os mais jovens ainda vão passar por isso, claro, mas os mais velhos já passaram umas 20 vezes. Então, de quem é que preciso cobrar mais? Vamos ver se me dão uma resposta.

O Verdão já está a sete pontos do São Paulo, primeiro colocado, e hoje a vaga na Taça Libertadores aparece como realidade mais palpável. No início do Brasileirão, em planejamento voltado para o título, Felipão impôs a meta de 11 pontos a cada cinco rodadas. O número foi cumprido à risca somente nas duas primeiras partes do campeonato - os primeiros dez jogos. Depois, o excesso de empates prejudicou - foram dez no total, equipe que mais empatou na competição.

O Verdão volta a campo neste domingo, contra o Internacional, às 16h (de Brasília), no Pacaembu. Kleber e João Vitor, suspensos, são desfalques.    

veja também