MENU

Desempregado, Mineiro segue vida na Alemanha e descarta retorno

Desempregado, Mineiro segue vida na Alemanha e descarta retorno

Atualizado: Sexta-feira, 12 Agosto de 2011 as 9:16

O volante Mineiro há tempos sumiu do noticiário. Desempregado desde o primeiro semestre do ano passado, quando deixou o Schalke 04, ele faz o possível para continuar esquecido: evita entrevistas, não expõe sua vida particular e vive longe dos holofotes. Morando na Europa há quatro anos, Mineiro descartou retornar ao futebol brasileiro, segundo informou o empresário do atleta, Paulo Hansen.   Mineiro fez sua última aparição em público no amistoso festivo do amigo Bordon (ex-São Paulo), ocorrido em 9 de julho, na Alemanha, na despedida do zagueiro do Schalke 04.     O UOL Esporte tentou conversar com Mineiro, ligando para a residência do atleta na Alemanha e enviando e-mails. Mas o jogador não respondeu às chamadas.

De acordo com o empresário do volante, Mineiro não pretende retornar ao futebol brasileiro mesmo estando desempregado.  Sobra oportunidade de emprego para Mineiro. Campeão mundial com o São Paulo em 2005, Mineiro teve propostas para voltar a atuar no país.

No fim do primeiro semestre, o Figueirense colocou Mineiro na lista de possíveis reforços, mas não houve acordo. O meio-campista recebeu proposta para atuar no Santos em 2010, time então dirigido por Dorival Junior. Mineiro rechaçou a ideia de defender o time alvinegro na ocasião.

“O Mineiro tinha ofertas para voltar, mas ele não quis, quer permanecer na Alemanha. No ano passado o Santos procurou o Mineiro, mas ele não quis. O Dorival chegou a ficar chateado com a recusa do Mineiro porque esperava contar com ele”, disse Paulo Hansen.

Mineiro iniciou carreira no futebol europeu em 2007, quando se transferiu para o Hertha Berlim. Contratado pelo Chelsea em 2009 para suprir a ausência do então lesionado Essien, Mineiro fez apenas um jogo no time principal. Relacionado para o time B do clube inglês, Mineiro também pouco produziu.

No Schalke 04, o ex-meio campista do São Paulo não teve muita oportunidade, deixando o time em 2010, após atuar em apenas 7 partidas.          

veja também