MENU

Desfalcados, Furacão e Verdão tentam permanecer na cola do G-4

Desfalcados, Furacão e Verdão tentam permanecer na cola do G-4

Atualizado: Quinta-feira, 4 Novembro de 2010 as 9:47

A possibilidade matemática de Atlético-PR ou Palmeiras levantarem a taça do Brasileirão no final do ano são remotíssimas, mas a vaga na Taça Libertadores de 2011 já seria considerada uma conquista nos dois clubes. Mas para manter essa chama acesa, as duas equipes só podem pensar na vitória no duelo desta quinta-feira às 21h, em Curitiba, pela 33ª rodada do campeonato. E a situação dos adversários não é semelhante apenas na clasificação, a ausência de importantes jogadores titulares também afeta paulistas e paranaenses.

Atual quarto colocado, o Botafogo venceu o Atlético-GO nesta quarta-feira e aumentou para sete pontos a distância sobre as equipes rubro-negra e alviverde. Para essa diferença do G-4 voltar aos quatro pontos faltando cinco rodadas para o final, apenas a vitória interessa no duelo na Arena da Baixada. Atualmente, o Atlético-PR é o nono colocado com 47 pontos, mesma pontuação do Palmeiras, que é o décimo, mas tem duas vitórias a menos.

No time da casa, os principais desfalques são o meia Branquinho, com lesão muscular, e o atacante equatoriano Guerrón, suspenso. Já os vistantes não contam com o meia chileno Valdivia, também com um problema muscular na coxa, nem com o atacante Kleber, que levou o terceiro cartão amarelo no último jogo.

O árbitro será Wallace Nascimento Valente (ES), auxiliado por Dibert Pedrosa Moises (Fifa-RJ) e Fabiano da Silva Ramires (ES). O Premiere Esportes transmite o duelo.

O que está em jogo

Atlético-PR: O Furacão ainda luta por vaga na Libertadores 2011 e uma vitória sobre o Palmeiras deixa o time rubro-negro novamente a quatro pontos do Botafogo, o quarto colocado, que venceu nesta quarta-feira. Se perder, o Furacão pode ser ultrapassado pelo próprio adversário desta quinta-feira.

Palmeiras: O Verdão está em situação semelhante à do time paranaense no Brasileirão, mas com a vantagem de também brigar por uma vaga na Libertadores pela Copa Sul-Americana. O alviverde tem os mesmos 47 pontos do adversário, mas duas vitórias a menos. Por isso, precisa vencer na Arena da Baixada para diminuir a diferença para o G-4.

Escalações

Atlético-PR: Wagner Diniz entra na lateral direita, Rafael Santos na zaga e o paraguaio Iván González foi confirmado no ataque ao lado de Bruno Mineiro. A única dúvida está no meio de campo, entre Netinho e Mithyuê. O primeiro é o favorito para começar jogando. A escalação do Furacão deve ser: Neto, Wagner Diniz, Manoel, Rafael Santos e Paulinho; Chico, Vitor, Netinho (Mithyuê) e Paulo Baier; Ivan González e Bruno Mineiro.

Palmeiras: A inédita dupla de ataque alviverde será formada por Luan e Tadeu. No meio-campo, Marcos Assunção volta após cumprir suspensão na última rodada. O Scolari deve escalar os titulares com: Deola; Márcio Araújo, Danilo, Fabrício e Gabriel Silva; Edinho, Marcos Assunção, Tinga e Lincoln, Luan e Tadeu.

Quem está fora

Atlético-PR: Rhodolfo, Branquinho, Maikon Leite e Élder Granja foram vetados pelo departamento médico. Guerrón e Deivid, suspensos, também não jogarão.

Palmeiras: O atacante Kleber, suspenso pelo terceiro cartão, e o meia Valdivia, com uma fibrose na coxa, são os principais desfalques. Dinei também não pode atuar devido a uma cláusula no contrato, já que está emprestado pelo Atlético-PR. O goleiro Marcos, o lateral Vitor, o zagueiro Maurício Ramos e o atacanteLenny, todos lesionados, também seguem fora da equipe.

Pendurados

Atlético-PR: Rhodolfo, Paulinho, Márcio Azevedo, Chico e Paulo Baier.

Palmeiras: Deola, Maurício Ramos, Fabrício, Edinho, Vinícius e Luan.

Fique de olho

Atlético-PR: Mais uma vez convocado por Mano Menezes, o goleiro Neto chega com essa motivação extra para encarar o Palmeiras. O jogador rubro-negro vem sendo um dos destaques do time no Brasileirão e é a aposta dos torcedores para o Furacão não levar gols neste confronto.

Palmeiras: Sem Kleber e Valdivia, a principal arma ofensiva do time é Marcos Assunção. O volante já marcou sete gols de falta pelo Verdão este ano, além de ser perigoso nos levantamentos de bola para a área.

O que eles disseram

Sérgio Soares (treinador do Atlético-PR): "É decisão até porque o Botafogo já abriu quatro pontos e temos de fazer o resultado para que possamos buscar a Libertadores. Temos que torcer também por um tropeço do Botafogo para a vantagem diminuir. Então, temos que vencer".

Luiz Felipe Scolari (treinador do Palmeiras): "O Atlético tem uma pequena vantagem porque joga na Arena da Baixada, o Atlético se impõe muito mais quando joga lá. Eles têm o mesmo número de pontos que nós, e será um jogo importante. Mas quem faz a diferença dentro de campo é a vontade dos jogadores, e com a vontade que temos acho que podemos jogar de igual para igual e vencer o jogo".

Números e curiosidades

- Em 26 duelos entre as duas equipe na história do Campeonato Brasileiro, a vantagem é alviverde. O Palmeiras tem 11 vitórias, contra nove triunfos do Atlético-PR, além de seis empates. Foram 34 gols marcados pelos paulistas e 29 pelos paranaenses.

- Os adversários desta quinta-feira têm boas campanhas no segundo turno do Brasileirão. Em 13 partidas disputadas, o Atlético-PR aparece na quinta posição, com 20 pontos e apenas duas derrotas. Já o Palmeiras é o terceiro colocado, com 23 pontos e somente duas derrotas.

- Atuando dentro de casa, o Furacão venceu nove vezes, empatou seis e perdeu uma, tendo aproveitamento de 69% dos pontos. Como mandante, foram 23 gols marcados e 15 sofridos. Já o Verdão tem quatro vitórias, nove empates e três derrotas atuando fora de casa, com um aproveitamento de 44%. O Palmeiras é o time que menos perdeu como visitante. Foram 15 gols marcados e 14 sofridos.

Último confronto

No dia 4 de agosto, o Palmeiras bateu o Atlético-PR, por 2 a 0, pelo primeiro turno do Campeonato Brasileiro. O jogo marcou a primeira vitória do técnico Luiz Felipe Scolari depois de seu retorno ao clube. Apesar de ter tido o atacante Tadeu e Felipão expulsos, o Verdão conseguiu o resultado positivo dentro de casa com gols de Danilo, aos 3min do primeiro tempo, e de Ewertnho, aos 30min da segunda etapa.

veja também