MENU

Dez homens e um segredo: o roteiro de Dunga para conquistar a Copa

Dez homens e um segredo: o roteiro de Dunga para conquistar a Copa

Atualizado: Quarta-feira, 9 Junho de 2010 as 7:50

Danny Ocean é o personagem interpretado pelo ator George Clooney no filme "Onze Homens e um Segredo", de 2001. No longa, ele reúne 11 especialistas para roubar três cassinos de Las Vegas em apenas uma noite. Claro que a seleção brasileira não quer cometer nenhum crime, mas o enredo do filme, que fala de credibilidade, lealdade e trabalho em equipe, se encaixa perfeitamente na linha adotada pelo técnico Dunga ao longo de mais de três anos e meio no cargo. E é justamente com os seus homens de confiança que o treinador pretende levantar o hexacampeonato.Desde que iniciou o seu trabalho, Dunga nunca escondeu a intenção de ter um grupo focado na seleção brasileira e não apenas em objetivos pessoais, como ocorreu na Copa do Mundo da Alemanha. Da sua primeira convocação, em agosto de 2006, apenas dez jogadores estão na África do Sul. E é aí que entra a semelhança do treinador com Ocean, que fazia questão de ter os leais companheiros ao seu lado.

- Os jogadores que vieram para cá comigo e passaram por esse clima de desconfiança em cima da seleção vão ter a prioridade nas eliminatórias - afirmou Dunga, logo após a conquista da Copa América, sua primeira competição oficial à frente da seleção.

Na competição sul-americana, o número de jogadores convocados que estão na Copa do Mundo se repete. Porém, com uma troca: sai Gomes, entra Josué. Mesmo sem Kaká e Ronaldinho Gaúcho, que preferiram não participar da disputa, o Brasil se sagrou campeão após vencer a Argentina por 3 a 0, na Venezuela.

No ano passado, a Copa das Confederações sacramentou os ideais do treinador e aumentou o número de "fiéis". Dos 23 convocados para o Mundial, 17 conquistaram o torneio em 2009. Sinal de que lealdade, confiança e trabalho em equipe fazem diferença na família Dunga.

veja também