MENU

Diante do lanterna, santistas veem a chance para colar na liderança

Diante do lanterna, santistas veem a chance para colar na liderança

Atualizado: Quinta-feira, 21 Outubro de 2010 as 8:55

O sonho do título brasileiro está mais do que vivo na Vila Belmiro. Mesmo após a derrota para o São Paulo, por 4 a 3, o Santos viu a diferença para o topo da tabela ser mantida em seis pontos, já que o líder Cruzeiro foi derrotado pelo Grêmio. Na próxima rodada, os santistas veem a oportunidade de se aproximar ainda mais do primeiro colocado, já que enfrentam um adversário teoricamente mais fácil.

No domingo, o Peixe terá pela frente o Grêmio Prudente, último colocado do Brasileirão, na Vila Belmiro. Já o Cruzeiro jogará o clássico contra o Atlético-MG, o Corinthians duelará com o rival Palmeiras e o Fluminense vai encarar o Atlético-PR, em Curitiba.

- Não mudou nada a diferença de pontos para o líder, e temos mais oito rodadas para brigar por esses pontos. Enquanto tivermos condições, vamos em busca do título. A tabela nos favorece e não podemos vacilar. Não nos interessa outro resultado, apenas a vitória - disse o meia Alan Patrick.

No entanto, o jovem meia do Peixe pregou respeito ao Prudente. Na opinião de Alan Patrick, o lanterna do Brasileirão deve armar um retranca na partida. Em 15 partidas fora de casa neste campeonato, a equipe de Presidente Prudente tem péssimo desempenho: uma vitória, cinco empates e nove derrotas. Já o Santos venceu dez, empatou duas e perdeu três vezes nos 15 jogos que fez como mandante.

- Eles estão pensando em sair da zona (do rebaixamento), acredito que eles virão desesperados atrás do resultado. Será um jogo muito difícil, acredito que eles venham fechados, mas temos que impor nosso ritno de jogo - analisou o meia.

 O atacante Zé Eduardo seguiu o pesamento do companheiro e pediu seriedade para o time não ser surpreendido na Baixada Santista.

- Não é porque vem o Grêmio Prudente que vamos entrar relaxados. Vamos respeitar, mas só a vitória interessa, serão oito partidas fundamentais - afirmou o atacante.

Por: Tiago Leme

veja também