MENU

Diretor alfineta agente e descarta salário milionário para o meia Lucas

Diretor alfineta agente e descarta salário milionário para o meia Lucas

Atualizado: Quinta-feira, 9 Dezembro de 2010 as 2:19

A diretoria do São Paulo não pretende cometer exageros para prorrogar o contrato do meia Lucas, destaque da equipe em 2010. Apesar de admitir que o jogador terá o salário revisto, o clube não quer aceitar a pressão do empresário Wagner Ribeiro, representante do garoto, por um aumento considerável.

- Eu tenho um profundo respeito pelo Wagner, somos bons amigos. Mas a técnica dele é essa: ele começa a colocar na imprensa um monte de coisinhas. Respeito, afinal ele trabalha para o jogador. Mas com o São Paulo isso não funciona muito. Já passamos que as coisas terão que ser muito ligadas à nossa política, mas vai favorecer bastante ao jogador - afirmou o diretor de futebol João Paulo de Jesus Lopes em entrevista à Rádio Jovem Pan.

Lucas, de apenas 18 anos, tem contrato com o São Paulo até dezembro de 2013. Apesar do vínculo, o Tricolor quer aumentar o tempo de contrato. Por isso, o jogador receberá uma compensação financeira. Atualmente, ele recebe cerca de R$ 15 mil, valor bastante baixo em comparação com outras peças do elenco.

Nas últimas semanas, o pai do jogador disse que aguardava por um chamado da diretoria do São Paulo para dar início à negociação. O clube, porém, garante que não tem pressa em conversar e considera improvável que entrem em um acordo ainda em 2010.

- Acho muito difícil. O jogador tem um contrato longo. Vamos fazer de tudo para valorizar a carreira e a projeção dele. Mas temos que respeitar lateralmente todo o elenco. As coisas no São Paulo são feitas desta maneira e é por isso que temos um ambiente muito tranquilo - completou.    

veja também