MENU

Diretor banca Gomes: 'Pode perder por 10 a 0 para o Santos que não sai'

Diretor banca Gomes: 'Pode perder por 10 a 0 para o Santos que não sai'

Atualizado: Sexta-feira, 23 Julho de 2010 as 9:12

Ricardo Gomes comandará treino na manhã desta

sexta-feira, no CT da Barra Funda (Foto: Ag. Estado)  

O São Paulo passou o dia no topo dos noticiários nesta quinta-feira. Tudo porque, após o empate por 1 a 1 com o Grêmio Prudente, surgiram os primeiros rumores de que Ricardo Gomes poderia ser demitido, logo às vésperas de enfrentar o jogo mais importante de sua vida como treinador: a primeira semifinal contra o Internacional, no Beira-Rio, nesta quarta-feira. Ao mesmo tempo, nomes começaram a ser especulados para o lugar do atual treinador do Tricolor, e Dunga foi o mais citado pela mídia. No início da noite, o GLOBOESPORTE.COM entrou em contato novamente com o ex-comandante da Seleção Brasileira, que reforçou não ter conversado com o clube paulista. Mesmo assim, seguiu ventilado pela imprensa como substituto de Gomes. João Paulo de Jesus Lopes, diretor de futebol do Tricolor, também falou com a reportagem na noite desta quinta-feira e, insatisfeito com a situação, resolveu dar total apoio a Gomes e garantir o técnico no cargo até depois do segundo jogo contra o Colorado, no dia 5 de agosto, no Morumbi.

- Quero ver como ficarão os profetas se as profecias deles não se concretizarem. Eles irão se desculpar com quem os segue? O Ricardo pode perder de 10 a 0 no domingo (no clássico contra o Santos, na Vila Belmiro) que não sai. Ele estará à frente do time nos dois jogos contra o Internacional. Depois disso só não posso garantir sua permanência porque o contrato dele se encerra (no dia 20 de agosto) e teremos que conversar. Mas a diretoria tem plena confiança no trabalho dele e não vai se deixar levar por resultados pontuais - garantiu o dirigente, por telefone, ao GLOBOESPORTE.COM.

Além de Dunga, nomes como de Vanderlei Luxemburgo, técnico do Atlético-MG, e Leonardo, ex-treinador do Milan foram especulados. Jesus Lopes reforçou que não houve qualquer conversa com o presidente Juvenal Juvêncio sobre substitutos para Gomes. E explicou que precisou conversar com o técnico para passar tranquilidade. O dirigente desconfia que as informações dando conta de que o comandante será demitido e talvez substituído por Dunga venham da imprensa gaúcha com o objetivo de desestabilizar o São Paulo antes do confronto com o Inter.

- Conversei com o Ricardo para tranquilizá-lo, até para que ele não pensasse que algo foi decidido sem que ele soubesse. Pelo que ouvi esses rumores estão vindo do Sul, justamente antes de um jogo tão importante pela Libertadores - insinou o diretor de futebol.

Por Carolina Elustondo e Marcelo Prado São Paulo

veja também