MENU

Diretor corintiano diz que Lula ensinou clube a ter estádio para Copa e Odebrecht foi atraída por viadutos

Diretor corintiano diz que Lula ensinou clube a ter estádio para Copa e Odebrecht foi atraída por viadutos

Atualizado: Sexta-feira, 3 Junho de 2011 as 10:53

O UOL Esporte teve acesso as atas das duas reuniões em que a diretoria do Corinthians apresentou o projeto do estádio de Itaquera ao seu Conselho de Orientação, o Cori. Os documentos revelam o passo a passo do plano corintiano. Sem filtros, as declarações de Luiz Paulo Rosenberg desvendam a importância do então presidente Lula para o projeto, a real motivação da Odebrecht, segundo ele, e como o clube pretendia “enfiar” na Petrobras os custos da remoção dos famosos dutos.

Na noite de 9 de setembro do ano passado, o Cori se reuniu para escolher qual seria o projeto abraçado. Rosenberg apresentou o plano defendido pela diretoria: a arena de Itaquera. Logo explicou porque o clube trocou o esboço de um estádio simples por um que pudesse abrigar jogos do Mundial de 2014.

“Depois que o presidente [Lula] ensinou a gente, a gente até quer um estádio de Copa. Só que nós não temos grana para bancar isso, nós não vamos fazer gracinha com o dinheiro do Corinthians”, afirmou o dirigente na ocasião, sem dar detalhes sobre o ensinamento presidencial. Questionado pela reportagem sobre o que quis dizer ao falar da “aula” de Lula, Rosenberg afirmou: “Nós pagamos nosso estádio, os demais beneficiários o levarão a preencher os requisitos Fifa. Lembra, o estudo da Monitor que identificou um ganho para a cidade de R$ 1 bilhão pela realização da abertura da Copa em São Paulo?”.

Ou seja, Lula teria feito o Corinthians perceber que poderia deixar a conta da ampliação do Itaquerão para a prefeitura e o governo estadual em troca das receitas que receberiam com o jogo inaugural.        

veja também