MENU

Diretoria do Cruzeiro fica na bronca com arbitragem de sábado

Diretoria do Cruzeiro fica na bronca com arbitragem de sábado

Atualizado: Segunda-feira, 14 Fevereiro de 2011 as 2:36

Após a derrota por 4 a 3, no clássico contra o Atlético-MG, no último sábado, sobraram reclamações com relação à arbitragem de Cleisson Veloso Pereira. Para o diretor de futebol celeste, Dimas Fonseca, os supostos erros do árbitro comprometeram diretamente o resultado da partida.

- Eu já liguei para o Paulo Schettino e combinei com ele um horário na parte da tarde para levar um documento e cópias dos lances que nos prejudicaram, lances capitais do jogo, que definiram o resultado final. Estou apresentando um documento impugnando a participação desse árbitro em qualquer jogo do Cruzeiro, não apenas na categoria profissional, mas em qualquer categoria. Nós não queremos o Cleisson em nenhuma categoria, do pré-infantil ao profissional.

Para Dimas Fonseca, o primeiro lance que prejudicou o Cruzeiro foi o que deu origem ao gol de empate do Atlético-MG, no pênalti convertido por Diego Tardelli.

- Nós entendemos que foram dois lances de penalidade. A penalidade que ele deu, no lance do Léo, onde os dois jogadores se agarravam. Ele inclusive chegou antes do lance a chamar a atenção, mas aí fica a nossa preocupação: chamar a atenção de que forma? Já para caracterizar que ele daria o pênalti?

Já o segundo lance, segundo Dimas Fonseca, foi em uma penalidade não assinalada a favor do clube celeste. Logo no começo do segundo tempo, Roger teria sido derrubado na grande área do Atlético-MG.

- O lance do Roger, nós entendemos que foi pênalti claro, e ele não deu. O Cleisson está fora de qualquer jogo do Cruzeiro, seja no Campeonato Mineiro ou em qualquer categoria.

Jogo-treino

Polêmicas à parte, os jogadores do Cruzeiro voltaram aos trabalhos nesta segunda-feira, já visando a estreia na Taça Libertadores, contra o Estudiantes, na próxima quarta-feira, às 22h (de Brasília), na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas. Os reservas do Cruzeiro fizeram um jogo-treino contra o Nacional, de Nova Serrana, time do Módulo II do Campeonato Mineiro. O trabalho foi de apenas um tempo, com 45 minutos, e terminou em 0 a 0.

A principal novidade em campo foi a participação do volante Marquinhos Paraná, que se recuperou de uma torção no tornozelo esquerdo. O atacante paraguaio Ortigoza também entrou em campo já nos instantes finais. O volante Fabrício, que se recupera de uma pubalgia, será reavaliado pelo departamento médico do clube ainda na tarde desta segunda-feira.      

veja também