MENU

Dirigente do Milan dá a entender que não vai mais contratar meia Ganso

Dirigente do Milan dá a entender que não vai mais contratar meia Ganso

Atualizado: Quinta-feira, 26 Maio de 2011 as 2:41

O vice-presidente do Milan, Adriano Galliani, deu a entender, em declarações ao site "Football Italia", que não vai contratar o meia Paulo Henrique Ganso, do Santos, na atual janela de transferências. De acordo com o dirigente, o jovem Pastore, do Palermo, também não deve defender as cores do time de Milão na próxima temporada. Mas Galliani cogitou outros nomes.

- Parece que Ganso não é um meia esquerdo que joga pelas laterais. Pastore também não. Já temos dois meias ofensivos: Kevin Prince Boateng e Clarence Seedorf. Não tem senhor X ou senhor Y, temos a necessidade de um meia que jogue pela lateral esquerda. Asamoah, do Udinese, é um, Hamsik, do Napoli, é outro, assim como Gareth Bale e Van der Vaart, do Tottenham - relatou.

Ganso é cogitado em diversos clubes europeus (Foto: Ricardo Saibun / Site Oficial do Santos)

  O dirigente também negou a possibilidade de um acordo com Cesc Fábregas, do Arsenal, também pretendido pelo Barcelona.

- Fábregas é muito caro. Seria difícil conseguir um jogador de um dos gigantes europeus. Um clube visionário precisa achar jogadores em outros lugares, como fizemos com Kaká, pagando apenas € 7 milhões (R$ 16 milhões) por ele.

O técnico rossonero, Massimiliano Allegri, também falou sobre mercado. Mas ele afirmou que prefere deixar as negociações para a diretoria.

- Estou em contato diário com Galliani, mas deixo as transferências para ele, que já mostrou ser um mestre nisso. Falei com o clube sobre vários jogadores. Queremos um meia esquerda com faro de gol para substituir Andrea Pirlo na formação - comentou Allegri, que elogiou Hamsik, Asamoah e Riccardo Montolivo, do Fiorentina.

Hamsik, meia do Napoli e alvo do Milan (Reuters)

  Sobre reforços para a zaga, o treinador milanês disse que está satisfeito.

- Melhoramos a defesa com Philippe Mexes, do Roma, e Taye Taiwo, do Marselha.

A chegada de Taiwo, inclusive, poderia impossibilitar qualquer acordo por Ganso, que também interessa ao rival Inter de Milão. O nigeriano não tinha passaporte europeu, e a regulamentação só permite um atleta extracomunitário no elenco dos clubes italianos, vindo de equipes estrangeiras. Como o brasileiro também não tem passaporte europeu, ele não poderia ser inscrito na temporada.

O presidente do Santos, Luiz Álvaro de Oliveira Ribeiro, inclusive, revelou que vai conversar com o jogador para tentar convencê-lo a aceitar a proposta do clube mais uma vez, e avisou que uma carta na manga poderá surpreender Ganso.

Dirigente do Napoli nega contato por Hamsik

Após a informação divulgada pelo jornal "La Gazzetta dello Sport" de que o presidente do Milan, Silvio Berlusconi, teria dado o aval para uma oferta de € 30 milhões (R$ 68,5 milhões) por Marek Hamsik, o presidente do clube napolitano, Aurelio De Laurentis, disse não ter conhecimento do interesse milanês. De acordo com o dirigente, não há conversas por enquanto.

- Que os fãs fiquem calmos. Quando abre mercado, todo mundo quer comprar. Mas 95% é só conversa. Se alguém quer jogadores meus, deve vir conversar. O presidente do Inter de Milão me ligou e eu disse que nunca venderia o jogador. Galliani não me perguntou nada. E também não sei nada sobre Tottenha - concluiu.        

veja também