MENU

Divididos, lutadores ironizam teste positivo de Diaz para maconha

Lutadores ironizam teste positivo de Diaz para maconha

Atualizado: Sexta-feira, 10 Fevereiro de 2012 as 11:25

A notícia de que Nick Diaz falhou no exame antidoping por uso de maconha em sua luta contra Carlos Condit, no UFC 143, foi um dos assuntos mais comentados nas redes sociais na madrugada desta sexta-feira, especialmente entre os lutadores de MMA. As opiniões foram bastante divididas: houve os que criticaram Diaz, os que o defenderam e os que fizeram piadas.

Tim Kennedy, peso-médio do Strikeforce, foi um dos que fizeram piada com o teste positivo, o segundo de Diaz por uso de maconha na carreira.

- Nick Diaz ser o agressor numa luta em que ele estava viajando como uma pipa é um testamento de quão bom ele é e quanta maconha ele consegue fumar - escreveu Kennedy.

Tom Lawlor, peso meio-pesado que esteva na oitava temporada do reality show The Ultimate Fighter, aproveitou a notícia para brincar com seus colegas de elenco, Ryan Bader e Kyle Kingsbury, ao mesmo tempo que fez uma afirmação de que o consumo de maconha é um hábito entre os lutadores.

- Dizer para mim que os melhores lutadores de MMA fumam maconha regularmente é como dizer que Ryan Bader e Kyle Kingsbury são péssimos em beer pong (jogo de bebida com uma bola de pingue-pongue): FATO - publicou Lawlor.

Ex-campeão dos pesos-meio-pesados do UFC, Forrest Griffin também entrou na turma das piadas.

- Eu não uso drogas. Eu sou ruim naturalmente - postou Griffin.

Miesha Tate, campeã peso-galo feminino do Strikeforce, por sua vez, criticou Diaz, que é amigo e companheiro de treino de sua próxima adversária, Ronda Rousey. Ao responder a pergunta de um seguidor sobre o que achava do ocorrido, ela respondeu apenas, "estúpido".

Adam Schindler, peso-leve que lutou no Strikeforce e no Bellator, por sua vez, defendeu Nick Diaz.

- Nick Diaz testou positivo para maconha, e daí! Ele devia ser louvado por lutar tão bem chapado! Além disso, ele tem uma licença para maconha medicinal! - escreveu Schindler.

Jason "Mayhem" Miller, peso-médio do UFC que se envolveu numa briga com Diaz e sua equipe em abril de 2010 após uma luta pelo Strikeforce, lamentou o ocorrido e criticou que as comissões atléticas considerem maconha uma substância proibida.

- Eles não deveriam testar para isso, mas eles testam - limitou-se a comentar.

veja também