MENU

Djokovic vira sobre Nadal em Indian Wells e fatura terceiro título seguido

Djokovic vira sobre Nadal em Indian Wells e fatura terceiro título seguido

Atualizado: Segunda-feira, 21 Março de 2011 as 8:17

Novak Djokovic é o melhor tenista de 2011. O sérvio de 23 anos apagou qualquer dúvida a respeito disso neste domingo, ao derrotar de virada o número 1 do mundo, Rafael Nadal, e conquistar o título do Masters 1.000 de Indian Wells, nos Estados Unidos. Campeão também do Australian Open e do ATP 500 de Dubai, Nole, como é conhecido, fez 4/6, 6/3 e 6/2 e já chega a 20 vitórias seguidas no circuito mundial - 18 delas nesta temporada.

A fase é tão boa que Djokovic assumirá, nesta segunda-feira, o posto de número 2 do mundo. Atual número 3, ele garantiu a ascensão ao derrotar Roger Federer nas semifinais em Indian Wells. O suíço, aliás, foi sua vítima mais frequente este ano. Djokovic o derrotou nas semifinais em Melbourne e na decisão em Dubai. Nole também computa triunfos sobre os top 10 Andy Murray e Tomas Berdych (duas vezes) em 2011.

O jogo deste domingo marcou a primeira vitória de Djokovic sobre Nadal em uma decisão. Até então, o espanhol havia levado a melhor em todas as cinco finais entre eles. O sérvio também jamais havia derrotado o rival de virada. O retrospecto de confrontos diretos agora marca 16 triunfos de Rafael Nadal contra oito de Novak Djokovic.

Número 1 tem ótimo começo

O jogo começou morno, com os dois tenistas sacando bem e confirmando sem sustos. O duelo só ganhou emoção a partir do quinto game, quando Nadal assumiu o cargo de tenista mais agressivo e forçou seguidos erros do sérvio. Com uma dupla falta e um backhand para fora, Djokovic perdeu seu game de saque.

A resposta de Nole foi imediata. Mudando rapidamente sua postura e atacando mais, Djokovic conseguiu devolver a quebra no sexto game graças a duas jogadas espetaculares. Primeiro, encaixou uma esquerda cruzada vencedora. Em seguida, fechou o game com uma paralela de direita. O jogo ganhou em qualidade, e o número 1 maia uma vez respondeu à altura, quebrando novamente o saque do rival e fazendo 4/3.

A segunda quebra deu ainda mais confiança ao espanhol, que não perdeu mais nenhum ponto em seus games de serviço e não demorou para fechar o set em 6/4.

Nadal se perde no saque

Nadal teve problemas com o saque em toda a semana, e a final não foi diferente. O número 1 errou dez primeiros serviços seguidos no começo do segundo set até que Djokovic aproveitou e conseguiu a quebra no sexto game. A história do primeiro set se repetiu, com três quebras seguidas, mas desta vez foi Djokovic quem levou a vantagem. O sérvio chegou ao nono game sacando em 5/3 e, enfim, depois de cinco set points desperdiçados, consolidou uma quebra: 6/3, e a decisão foi para o terceiro set.

Com o título disputado em um último set, Djokovic foi impecável na hora mais importante. O sérvio parou de errar e anulou todas tentativas de ataque do número 1. Nadal, que seguia com problemas no primeiro saque (25% de aproveitamento no segundo set e 45% no terceiro), teve o serviço quebrado duas vezes seguidas. Nole abriu 4/0 e, pela 20ª vez seguida no ano, venceu.        

veja também