MENU

Do banco, Cevallos viaja ao passado e sonha repetir filme feliz contra o Flu

Do banco, Cevallos viaja ao passado e sonha repetir filme feliz contra o Flu

Atualizado: Sexta-feira, 27 Novembro de 2009 as 12

Dessa vez, Juan Francisco Cevallos não estava dentro de campo. E nem precisa. O olhar perdido passeando por todo o Estádio Casablanca como quem viajava pelo passado deixava clara a importância do Fluminense em sua carreira. No dia 2 de julho de 2008, quando defendeu três pênaltis contra o Tricolor na decisão da Libertadores em pleno Maracanã, ele deixou de ser apenas mais um goleiro para se tornar o maior herói do futebol equatoriano.

Sob o lema ''Vamos por ti, Equador'', a conquista da LDU mobilizou a nação, pela primeira vez vitoriosa no cenário futebolístico internacional. Reserva de Dominguez, Cevallos se prepara para o fim da carreira e a ''viagem'' pelo Casablanca, com direito a filme no telão, o parece garantir a sensação de dever cumprido.

Antes, porém, há espaço para um pouquinho mais de nostalgia. Um ano e cinco meses depois, o goleiro pode voltar a ser campeão no Maracanã. Sobre a possibilidade reafirmar a alcunha de carrasco do Fluminense, Cevallos mistura ambição e seriedade:

''(Risos) Oxalá! Deus queira que consigamos mais um triunfo. Estou muito feliz pela possibilidade de conquistar mais um título no Maracanã. Sabemos que é um rival muito complicado, mas queremos uma nova vitória''.

A vantagem de quatro gols conquistada com a vitória por 5 a 1 na primeira partida da decisão da Sul-Americana deixa a LDU em situação confortável. E Cevallos aponta um motivo para crer que dessa vez a Liga não permitirá a igualdade que levará a partida para os pênaltis, como em 2008.

''Essa equipe é mais experiente, jogadores que atuaram na Europa, sabem o que é jogar uma final e isso ajuda muito''.

Fluminense e LDU decidem na próxima quarta-feira, às 21h50m (de Brasília), no Maracanã, a Copa Sul-Americana.

veja também