MENU

Dodô brilha, Lusa breca reação do Jacaré e volta a sonhar com o acesso

Dodô brilha, Lusa breca reação do Jacaré e volta a sonhar com o acesso

Atualizado: Quarta-feira, 10 Novembro de 2010 as 9:35

A Portuguesa está de volta à briga pelo retorno à elite do futebol brasileiro. O sonho que já parecia distante ficou um pouco mais perto de se tornar realidade na noite desta terça-feira. No Canindé, a Lusa virou para cima do Brasiliense, venceu por 3 a 1 e se aproximou de vez da zona de acesso à Série A.

Na quinta colocação, a equipe paulista chegou aos 56 pontos. Dois a menos que o América-MG, o quarto colocado. O Brasiliense, por sua, vez, viu sua reação ser brecada. A equipe de Andrade, que chegou a figurar por alguns minutos fora da zona de rebaixamento, segue na 17ª colocação e, até o fim da rodada, pode se distanciar ainda mais dos adversários na luta contra o rebaixamento.

No sábado, a Lusa vai ao estádio de Pituaçu enfrenta o Bahia. No mesmo dia, o Brasiliense recebe o Náutico, na Boca do Jacaré, em confronto direto contra a degola.

O jogo

Levando-se em conta que as duas equipes precisavam desesperadamente da vitória, a partida começou morna no Canindé. Apesar da nítida vontade dos jogadores, o nervosismo falava mais alto e, conseqüentemente, os erros de passes eram muitos. Na primeira vez em que chegou com perigo, o Brasiliense abriu o placar. Aos 28, Aloísio Chulapa invadiu a área e chutou cruzado. A bola desviou em Preto Costa e enganou o goleiro Weverton.

Assista aos gols da partida

A Portuguesa não teve nem tempo de ensaiar uma reação. Quatro minutos após o gol de Aloísio, a energia elétrica acabou no Canindé. O jogo ficou paralisado durante 20 minutos. Irritado com a atuação da Lusa, Sérgio Guedes aproveitou o ‘intervalo’ para fazer duas alterações ainda na primeira etapa. E mexeu de forma ofensiva. Tirou o zagueiro Domingos e o lateral Roman, e mandou a campo o volante Marcos Paulo e o atacante Fabinho.

As mudanças melhoraram o time, mas não surtiram resultado, pelo menos no primeiro tempo. Na volta do vestiário, no entanto, a Portuguesa cresceu e virou a partida em apenas sete minutos. Aos cinco, após cobrança de escanteio, Ademir Sopa subiu mais alto que a zaga do Brasiliense e cabeceou na trave. No rebote, o próprio Ademir Sopa aproveitou e empatou a partida

Dois minutos depois deixar tudo igual no Canindé, o inspirado volante lançou Dodô na esquerda. O atacante recebeu dentro da área e tocou com categoria na saída de Guto.

Após ficar na frente no placar, a Lusa passou a tocar a bola e o Brasiliense, nervoso, não conseguiu mais criar. Aos poucos, a equipe paulista assumiu completamente o controle da partida e ampliou a vantagem aos 26. Paulo Sérgio cruzou da direita e Dodô desviou de cabeça para marcar seu segundo gol na partida e dá números finais ao jogo. Aos gritos de 'olé', a torcida da Lusa ainda viu o atacante Djavan ser expulso no fim do jogo.

veja também