MENU

Dois últimos campeões continentais Inter e Santos duelam por afirmação

Dois últimos campeões continentais Inter e Santos duelam por afirmação

Atualizado: Quarta-feira, 31 Agosto de 2011 as 9:15

O Beira-Rio assistirá nesta quarta-feira a um confronto entre verdadeiros colecionadores de títulos. Internacional e Santos, atuais campeões continentais, duelam a partir de 21h50m (horário de Brasília), pela 20ª rodada do Brasileirão - abertura do returno. Em campo, nada menos do que cinco Taças Libertadores, três títulos mundiais, 11 Brasileiros (contando os seis títulos santistas dos anos 60, unificados em 2010), três Copas do Brasil, dois elencos badalados, dois artilheiros em alta, o santista Borges e o colorado Leandro Damião. Enfim, um confronto que tem tudo para ser atraente.

O Colorado conquistou a América em 2010. Neste ano, passou a faixa para o Peixe. Ambos ainda são os atuais campeões estaduais. O time santista, aliás, é bicampeão paulista, venceu também no ano passado. Equipes que estão na moda, esbanjam conquistas, mas que ainda não engrenaram no Brasileirão.

O Alvinegro Praiano, anestesiado pela conquista da Libertadores, demorou a acordar na competição nacional. Após despencar para a zona de rebaixamento, vem de três partidas sem derrotas - duas vitórias e um empate, mas ainda está longe demais dos ponteiros: ocupa apenas o 14º lugar, com 22 pontos. Já a equipe gaúcha amarga uma sempre doída derrota no Gre-Nal e busca se redimir. Está em oitavo lugar, com 27 pontos, oito a trás do G-5 (o Botafogo, quinto colocado, tem 34).

O GLOBOESPORTE.COM acompanha todos os lances em Tempo Real, com vídeos exclusivos. A TV Globo transmite ao vivo para o Rio Grande do Sul (menos Porto Alegre) e para a Baixada Santista. O restante do país pode acompanhar pelo Premiere, em sistema pay per view. Arílson Bisto da Anunciação apita a partida, auxiliado por José Dias da Hora e Luiz Carlos Silva Teixeira, todos baianos.

Internacional: pretende emendar uma série de vitórias na largada do returno para retornar à briga por vaga na Libertadores. Novo insucesso complicaria o ambiente de um clube que encontrou momento de leveza com a chegada de Dorival Júnior e a conquista da Recopa Sul-Americana.

Santos: após respirar com as vitórias sobre Bahia, Fluminense e com o ponto conquistado no clássico com o São Paulo, o Peixe tenta se manter pontuando. A possibilidade de título é remotíssima. Afinal, tem apenas 22 pontos, 15 atrás do Corinthians, que lidera a competição. Portanto, o time da Vila Belmiro busca, ao menos, reencontrar a estabilidade necessária para chegar bem à disputa do Mundial de Clubes, em dezembro.

Internacional: está reforçado. O lateral-direito Nei e o volante Guiñazu voltam de suspensão e deixam a equipe perto do ideal. No meio, porém, Andrezinho segue no time, na vaga de D’Alessandro, ainda lesionado. Escalação: Muriel, Nei, Bolívar, Índio e Kleber; Elton, Guiñazu, Andrezinho e Oscar; Dellatorre e Leandro Damião..

Santos: segue desfalcado de Arouca, Ibson e Elano. Pelo menos, o técnico Muricy Ramalho terá a chance de repetir a escalação que empatou com o São Paulo, em 1 a 1, domingo passado, na Vila Belmiro, com Pará na lateral direita para que Danilo possa ser deslocado ao meio e, assim, ocupar o posto de Elano. Adriano fica com a vaga de Arouca. A escalação: Rafael, Pará, Edu Dracena, Durval e Léo; Adriano, Henrique, Danilo e Paulo Henrique Ganso; Neymar e Borges.

Internacional: segue sem os zagueiros Rodrigo e Sorondo, o meia D’Alessandro e o atacante Zé Roberto, todos lesionados. Não há jogadores suspensos.

Santos: os volantes Ibson, Arouca e o meia Elano, lesionados.

Internacional: Bolívar, Índio, Elton, Guiñazu, Tinga, Zé Mário, Andrezinho, Jô e Leandro Damião.

Santos: Durval, Danilo, Henrique, Pará, Arouca, Neymar e Adriano

Internacional: Leandro Damião não costuma ficar dois jogos sem marcar gols. Depois de ser muito bem marcado e passar em branco no Gre-Nal, o centroavante, autor de 34 gols na temporada, é a esperança colorada contra o Santos. Santos: Borges também não é de ficar muito tempo sem balançar as redes. Em 16 jogos pelo Peixe, fez 12 gols. Não marcou no clássico San-São, mas espera acertar o alvo nesta quarta, no Beira-Rio.

Andrezinho, meia do Inter: “Temos que esquecer o que passou, tanto a Recopa quanto o Gre-Nal. Nem deu para a gente comemorar o título. E agora não podemos lamentar a derrota. Já temos um jogo importante. Futebol é isso: não pode festejar muito quando ganha nem lamentar quando perde" . Danilo, lateral-direito/volante do Santos: "Dominamos o jogo contra o São Paulo, mas não conseguimos vencer. Mas não há tempo para lamentar. Vamos enfrentar um outro grande adversário e precisamos vencer para seguirmos subindo ”.

* Quem venceu mais? Confira o histórico do confronto na Futpédia. * O Internacional faz uma campanha bastante irregular neste Brasileirão. Figurou no G-4 apenas ao final de uma das 19 primeiras rodadas. O melhor momento do Colorado foi a sequência de três vitórias sobre Figueirense, Atlético-MG e Atlético-PR, entre a sexta e a oitava rodadas. Em seguida, caiu diante de Vasco, Corinthians e São Paulo, consecutivamente.

*  Já o Santos ainda não conseguiu emplacar três triunfos consecutivos. O máximo que conseguiu foi duas vitórias na sequência, sobre o Bahia, 17ª rodada, e Fluminense, jogo atrasado da oitava rodada.

* Esta será a décima partida do Internacional em casa no Brasileirão. A equipe somou 15 pontos como mandante: com três quatro vitórias, três empates e duas derrotas. Já o Santos é o segundo pior visitante, conquistou apenas quatro dos 24 pontos que disputou longe de seus domínios.

 No primeiro turno, na Vila Belmiro, o Santos recebeu o Colorado com um time reserva, pois estava envolvido na disputa das semifinais da Taça Libertadores, contra o Cerro Porteño. Ainda assim, conseguiu segurar o Internacional. O jogo terminou 1 a 1, gols de Keirrison, para o Santos, e Zé Roberto para o Internacional.          

veja também