MENU

Dracena: frear euforia dos jovens é o desafio do Santos na Libertadores

Dracena: frear euforia dos jovens é o desafio do Santos na Libertadores

Atualizado: Segunda-feira, 7 Fevereiro de 2011 as 1:55

Um dos atletas mais experientes do Santos, Edu Dracena sabe que uma das maiores dificuldades da equipe na disputa da Taça Libertadores será a missão de conter a empolgação da garotada na competição. O torneio continental, que começa para o Peixe na próxima terça-feira, contra o Deportivo Tachira, na Venezuela, será uma experiência nova na carreira da maioria dos atletas.

Edu Dracena, Durval, Léo, Jonathan, Arouca Elano e Keirrison foram os que já estiveram presentes em disputas da competição continental nos últimos anos. E, de acordo com o camisa 2 alvinegro, o papo entre os jogadores será importante para que a equipe não sofra no torneio.

- Estamos procurando conversar bastante, principalmente dentro de campo, para não ser afoito e não achar que tem de resolver logo a partida. A Libertadores é diferente do Brasileiro e do Paulistão, pois joga-se contra atletas experientes e de outros países. Vamos conversar muito para conseguirmos o título, e sabemos da dificuldade que vamos enfrentar. A maior dificuldade será segurar a empolgação da garotada - avaliou Edu Dracena, durante evento realizado na manhã desta segunda-feira, no Museu do Futebol, em São Paulo.

Integrante do Grupo 5 da competição, que ainda conta com Cerro Porteño (PAR) e Colo Colo (CHI), o Santos volta à Libertadores depois de quatro anos fora da disputa. Apesar da badalação em torno do elenco santista, Edu Dracena evita apontar a sua equipe como favorita à conquista.

- Santos entra forte, mas favoritismo é difícil. Não é bom colocar essa responsabilidade em cima de nós. Temos um time bom e podemos brigar pelo título até o fim. O elenco foi bem reforçado, permaneceram Neymar e Ganso e ainda chegaram Elano, Jonathan, Charles e Diogo. Temos um time muito mais forte que no ano passado - finalizou.    

veja também