MENU

Dunga diz que Argentina é que deve se preocupar com seleção brasileira

Dunga diz que Argentina é que deve se preocupar com seleção brasileira

Atualizado: Sexta-feira, 25 Junho de 2010 as 3:38

Calmo, mas não contente. Assim estava Dunga na coletiva após o empate sem gols do Brasil com Portugal. O treinador lamentou o resultado na partida em Durban, apesar de ele ter garantido o primeiro lugar da chave. E aproveitou para deixar claro que a seleção não teme qualquer que seja o adversário, muito menos os argentinos. - Foi um jogo difícil, Portugal pôs quase todos os jogadores atrás do meio-campo. Foi uma partida cheia de faltas, truncada, mesmo assim tivemos duas ou três chances. Não estamos felizes, pois queremos ganhar sempre. Perguntado por um jornalista argentino se temia um confronto com a seleção de Maradona, Dunga foi objetivo. - Nós estamos pensando nos adversários que temos pela frente. Se o Brasil tem que se preocupar com eles (argentinos), eles também devem se preocupar com a gente. Eles devem se lembrar do resultado das eliminatórias (Brasil ganhou na Argentina por 3 a 1 em Rosário). Para a partida de segunda-feira, pelas oitavas de final, Dunga confirmou o retorno de Elano. O meia, que sofreu uma pancada no jogo contra a Costa do Marfim, foi poupado contra Portugal. - É seguro que ele joga. Está tranquilo. Confira os principais trechos da entrevista do técnico do Brasil: Atuação contra Portugal

- Foi um jogo difícil. A equipe portuguesa se colocou atrás do meio-campo e dificultou a penetração dos nossos jogadores. Foi um jogo truncado, com muitas faltas. Os times não davam sequência às jogadas. Mas, mesmo assim, tivemos duas ou três chances para fazer o gol. Feliz com o resultado?

- Não estamos felizes, pois queremos ganhar sempre. Mesmo com resultado a nosso favor, nós atacamos e equipe deles. Essa é uma característica do Brasil. Ausências de Kaká e Robinho

- Acho que são jogadores excepcionais. Mas eles também teriam dificuldades hoje (sexta). Talvez o Robinho acrescentasse mais pelos dribles, pois os espaços estavam reduzidos. Tivemos pouco espaço pra penetrar. A escalação de Nilmar

- É um artilheiro e tem velocidade. É um jogador rápido, tem características diferentes das do Robinho, que sentiu uma dor muscular e por isso foi poupado. Elano volta nas oitavas?

- É seguro que ele joga. Está tranqüilo. Substituição de Felipe Melo ainda no primeiro tempo

- O Felipe teve uma torção. Era mais prudente ele não continuar até o fim da partida. Muitos erros de passe do Brasil

- É normal quando 20 jogadores ocupam praticamente a mesma faixa dentro de campo. Os espaços ficaram reduzidos. Nós forçamos pelo meio, eu gostaria que jogássemos mais pela lateral. Mas, pela ânsia e vontade de vencer, o time insistiu muito pelo meio Treino com crianças na véspera

- Futebol é a alegria do povo. Copa do Mundo é um evento no qual não se tem religião, política, classe econômica... é só alegria. Sempre que for possível, nós vamos deixar o torcedor estar perto da seleção, principalmente as crianças. Estamos em um local onde elas nunca viram esses jogadores. Todos nós já fomos criança um dia. Essa é uma oportunidade única pra eles verem esses jogadores de perto. Lúcio ou Cristiano Ronaldo como melhor em campo?

- Eu como treinador do Brasil elegeria o Lucio, pois ele interceptou todas as bolas, organizou a defesa e saiu jogando. Mas quem escolhe deve ter visto algumas coisas boas no Cristiano. No jogo de hoje (sexta), ele não pôde demonstrar seu melhor futebol porque encontrou o Lúcio pela frente. Média de gols baixa na Copa

- As equipes que perdem a bola voltam inteiras para defender. E a preparação das equipes está sendo boa. Veja a Nova Zelândia, que não é tradicional. Conseguiu três empates. Os times estão evoluindo dentro do passo de cada um, e não serão em todos os jogos que veremos tantos gols.

  Por GLOBOESPORTE.COM Direto de Durban, África do Sul

veja também