MENU

Dunga e Maradona integram lista de 21 treinadores estreantes no Mundial

Dunga e Maradona integram lista de 21 treinadores estreantes no Mundial

Atualizado: Sexta-feira, 11 Junho de 2010 as 8:57

Dunga e Maradona. Dois estilos diferentes, mas que apresentam semelhanças nesta Copa do Mundo. Os comandantes de Brasil e Argentina fazem parte de um grupo de 21 treinadores que vão participar pela primeira vez do campeonato mais importante do futebol mundial como técnicos. O número é alto, se levarmos em conta a quantidade de seleções no Mundial, 32. Nessa lista entram também nomes conhecidos como Fábio Capello, Joachim Low, Carlos Queiroz e Vicente Del Bosque.

Mas Dunga e Maradona podem fazer parte também de outra lista. Se um dos dois conquistar a Copa, entrará para um seleto grupo, que conta apenas com dois integrantes. E que integrantes.

Zagallo e Beckenbauer foram os únicos campeões como jogadores e também como treinadores até hoje. O Velho Lobo levantou a taça em 1958 e em 1962 e dirigiu a seleção canarinho, que encantou o mundo em 1970. Já o “Kaiser” alemão foi campeão no campo, em 1974, e como técnico do time germânico, em 1990.

Parreira, o recordista de participações em Copas

A Copa da África do Sul vai consagrar também outro brasileiro. Carlos Alberto Parreira, recordista em participações em mundiais, vai dirigir um time na Copa pela sexta vez. E mais: pela quinta seleção diferente. Em 1982, ele comandou o Kuwait; em 90, os Emirados Árabes; em 94, foi tetracampeão com a seleção brasileira nos Estados Unidos; em 98, foi técnico da Arábia Saudita; e em 2006, voltou a dirigir o Brasil, na Copa da Alemanha.

Os treinadores que mais se aproximam de Parreira na lista são Lars Lagerback, da Nigéria, e Goran Eriksson, da Costa do Marfim. Mas ambos estão bem atrás: têm apenas três participações como técnicos. O sueco Lagerback dirigiu a equipe de seu país nos mundiais de 2002 e 2006. Já Eriksson comandou a Inglaterra em 2002 e 2006.

Caso realize a façanha de conquistar a Copa do Mundo com a seleção anfitriã, Parreira vai se igualar a Vittorio Pozzo, campeão dirigindo a Itália em 1934 e 1938, o único que venceu por duas vezes o Mundial. Com mais chances que o brasileiro está Marcelo Lippi, treinador da “Squadra Azzurra”, o outro único que pode alcançar Pozzo nessa estatística. Lippi vai para a sua segunda Copa seguida.

veja também