MENU

Elano se prepara para matar saudade da Vila com chuteiras especiais

Elano se prepara para matar saudade da Vila com chuteiras especiais

Atualizado: Sexta-feira, 11 Fevereiro de 2011 as 9:08

O meia Elano, do Santos, carrega em seus pés os nomes de suas duas filhas, seus talismãs. Nas chuteiras que utiliza nos treinos e jogos, ele mandou bordar M. Clara e M. Tereza, em homenagem às suas duas pequenas marias. 10/02/2011 18h38 - Atualizado em 10/02/2011 18h38 Elano se prepara para matar saudade da Vila com suas chuteiras especiais Nesta sexta-feira, jogador vai disputar seu primeiro jogo oficial no estádio desde 30 de janeiro de 2005. Nos pés, levará os nomes de suas duas filhas Por Adilson Barros Santos, SP imprimir O meia Elano, do Santos, carrega em seus pés os nomes de suas duas filhas, seus talismãs. Nas chuteiras que utiliza nos treinos e jogos, ele mandou bordar M. Clara e M. Tereza, em homenagem às suas duas pequenas marias.

- A gente deixa qualquer coisa no mundo, menos os filhos. Por eles, a gente mata e morre. A Maria Tereza está meio brava porque ela está no pé esquerdo e eu só tenho feito gols com o pé direito, onde está o nome da Maria Clara - conta o jogador.

Contra o Noroeste, nesta sexta-feira, às 21h (horário de Brasília), pela oitava rodada do Paulistão, o ídolo alvinegro volta à Vila Belmiro. Será seu primeiro jogo oficial no estádio desde que ele saiu. Claro, ele estará com suas chuteiras especiais e espera que a noite também seja especial.

- A Vila Belmiro sempre foi um ponto positivo. O Santos sempre teve uma grande força atuando em sua casa. Eu estava com saudades. Espero ser campeão novamente aqui – afirma o jogador.

Elano diz que disputou vários jogos marcantes na Vila Belmiro, mas guarda um com mais carinho. No dia 6 de agosto de 2003, pelo Campeonato Brasileiro, ele foi escalado como atacante pelo técnico Emerson Leão e acabou marcando dois gols. O jogo terminou 3 a 3.

- Esse jogo foi especial para mim, pois o Leão me escalou como centroavante, o time estava perdendo e eu consegui fazer dois gols, empatando a partida.

O último jogo de Elano no estádio alvinegro foi no dia 30 de janeiro de 2005, um empate em 1 a 1 com a Portuguesa Santista, pelo Paulistão. Em seguida, ele se transferiu para o Shakhtar Donetsk, da Ucrânia.   Por Adilson Barros

veja também