MENU

Ele faz muita falta: sem a joia Lucas, cai o aproveitamento do SP

Ele faz muita falta: sem a joia Lucas, cai o aproveitamento do SP

Atualizado: Terça-feira, 28 Junho de 2011 as 9:28

Lucas disputa lance com Daniel Alves durante

treino da Seleção Brasileira (Foto: Mowa Press)

  A goleada de 5 a 0 para o Corinthians incomoda e muito o São Paulo, afinal, uma derrota assim para o principal rival é difícil de assimilar. Porém, o que mais preocupa é o fato de que o resultado foi registrado logo na primeira partida que o time não contou com sua joia, o meia Lucas, que está na Seleção Brasileira para a disputa da Copa América, entre 1º e 24 de julho. E o camisa 7 ainda poderá ficar fora de mais seis duelos: Botafogo (30/06), Flamengo (06/07), Cruzeiro (09/07), Internacional (17/07), Atlético-GO (23/07) e Coritiba (27/07). 

Os números mostram que o time é dependente de sua principal estrela. Curiosamente, em 2011 o São Paulo disputou 17 partidas com Lucas em campo e 17 jogos sem o meia. Com o camisa 7, o aproveitamento é de 80,3%, fruto de 13 vitórias, dois empates e apenas duas derrotas. Sem o meia, o índice cai para 64,7%, com 11 triunfos e seis resultados negativos. O período de ausência de Lucas refere-se aos jogos do Sul-Americano sub-20, aos dois amistosos pela Seleção Brasileira principal, ao período de afastamento por causa de uma lesão muscular e ao clássico contra o Corinthians, quando ele já estava na Copa América.

- O Lucas vem crescendo a cada dia, amadurecendo constantemente. Assim como o Neymar faz falta para o Santos, o Lucas faz falta para o São Paulo – afirmou o lateral-direito Jean, que sente muito a ausência do garoto, já que eles costumam formar uma boa dupla pelo lado direito.

Carpegiani luta para fazer a equipe voltar a funcionar sem sua principal joia (Foto: Luiz Pires / VIPCOMM)

  A primeira tentativa feita pelo técnico Paulo César Carpegiani de compensar a ausência de Lucas não deu certo. Ele mudou a forma de o time jogar e apostou todas as suas fichas em Fernandinho. Porém, o camisa 12 sentiu o longo período de inatividade (ficou praticamente um mês e meio parado por causa de uma lesão na perna direita) e não teve boa atuação no clássico contra o Corinthians.

- Individualmente eu não comento a atuação de nenhum jogador. Acreditava que o Fernandinho poderia dar o equilíbrio tático capaz de compensar a saída do Lucas. Ele sentiu o tempo parado, o que é absolutamente normal. Vamos ver nas próximas partidas – afirmou o comandante são-paulino, logo após a goleada sofrida para o Corinthians.

Na quarta-feira, contra o Botafogo, o camisa 12 deverá ganhar uma nova oportunidade no ataque, ao lado de Dagoberto e Marlos. Carpegiani espera que finalmente que o atacante dê a resposta que ele tanto espera.          

veja também