MENU

Elenco santista entra na campanha 'força Ganso'

Elenco santista entra na campanha 'força Ganso'

Atualizado: Terça-feira, 19 Outubro de 2010 as 2:07

O apoio a Paulo Henrique Ganso em sua recuperação começou de forma intensa logo alguns minutos após a sua lesão. Enquanto o meia do Santos ainda vivia um drama no banco de reservas do estádio Olímpico (na vitória sobre o Grêmio, por 2 a 1, no dia 25 de agosto), ciente de que a contusão no joelho era grave, torcedores já planejavam uma campanha para dar forças ao jogador durante o tempo que ele ficaria afastado dos gramados. Mas não foi só a torcida que colaborou, o elenco santista também fez a sua parte. E não foi apenas Ganso que saiu ganhando. Crianças carentes também serão beneficiadas com a ideia, através da renda obtida com a venda de adesivos com o slogan #ForçaGanso.

- Logo depois que o Ganso machucou o joelho, ele estava no banco desolado e foram entrevistá-lo. Ele respondeu em um tom que já sabia que tinha acontecido o pior. Como eu gosto de redes sociais, tive a ideia de criar um perfil no Twitter para dar apoio a ele na recuperação. Enviei mensagens para as pessoas retransmitirem, e em 30 minutos já tínhamos 500 seguidores - explicou o empresário e torcedor fanático Marcelo Marçal, idealizador da campanha.

O nome do perfil, @MagicGanso10, foi inspirado no ex-jogador norte-americano de basquete Magic Johnson, segundo Marçal. Mas a marca que pegou e virou adesivo foi mesmo #ForçaGanso, usada no final de cada mensagem sobre o tema postada no Twitter. O empresário, que teve a ajuda dos amigos Felipe Valle e Bruno Giufrida na divulgação, investiu sozinho cerca de R$ 700 e mandou fazer 300 adesivos, que foram colocados à venda pelo valor de R$ 10 cada. O dinheiro ganho será revertido em cestas básicas, que serão doadas a instituições de caridade. Serão escolhidos quatro lugares, três em Santos e um em Ananindeua, no Pará, cidade-natal do meia, e cada um deles receberá 20 cestas. A intenção é fazer a entrega no mês de novembro.

Ao tomar conhecimento da iniciativa, Ganso recebeu uma injeção de ânimo durante o tratamento médico e entrou em contato com os torcedores. O atleta de 21 anos, que recebeu diversas cartas e mensagens eletrônicas de incentivo, inclusive gravou um vídeo para ajudar na venda dos adesivos.

- Fiquei surpreso, muito feliz e honrado com o que eles fizeram. Eles me deram força em um momento difícil da minha carreira, que foi a contusão. Eu não estava esperando mesmo. Estou recebendo sempre mensagens de apoio dos torcedores, isso é muito bom - contou o meia do Peixe.

E não foram apenas torcedores que aderiram à campanha, mas, sim, todo o elenco do Peixe. O atacante Neymar, amigo de Ganso, foi um dos principais incentivadores, comprou 20 adesivos e colou no vidro do carro dos outros jogadores do clube. Léo, Pará, Keirrison, Breitner e o técnico Marcelo Martelotte, por exemplo, também entraram na onda. Além dos automóveis dos atletas, o ônibus oficial da Peixe foi decorado com o adesivo.

- É muito gratificante ver que a campanha deu certo e que o Ganso, que demonstrou uma simplicidade muito grande, gostou de tudo. Não tive a intenção de fazer nada com uma dimensão muito grande, mas até torcedores de outros times deram apoio. Como torcedor, espero estar ajudando e torço para que ele volte o mais rápido possível a jogar para ajudar o Santos - disse Marcelo Marçal.

Quase dois meses após sofrer uma cirurgia para a reconstrução do ligamento do joelho direito, Ganso segue fazendo tratamento médico. A previsão inicial é que o meia volte aos gramados entre fevereiro e março do ano que vem, a tempo de ajudar o Santos na Taça Libertadores. Ainda restam cerca de quatro meses de recuperação, mas com a força recebida dos amantes de seu futebol, o tempo parece correr mais rápido para Ganso.

- Está tudo indo bem, ainda não sei dizer quando vou poder a treinar com bola, mas a ansiedade é muito grande. Tenho certeza que vai dar tudo certo. Espero estar correndo novamente em breve - afirmou o camisa dez santista.

Por: Tiago Leme

veja também