MENU

Eliminação corintiana pode significar mais dinheiro em caixa para o Santos

Eliminação corintiana pode significar mais dinheiro em caixa para o Santos

Atualizado: Sexta-feira, 4 Fevereiro de 2011 as 10:25

A eliminação do Corinthians na Taça Libertadores está sendo muito comemorada na Vila Belmiro. E não é por causa da rivalidade entre Peixe e Timão, mas por uma questão econômica. Representantes de empresas que estão negociando patrocínios com o Alvinegro Praiano telefonaram para o clube no dia seguinte à queda corintiana para tentar apressar o fechamento das negociações por um motivo simples: o Santos agora é o único time paulista na competição continental.

A diretoria santista acredita que o clube terá uma visibilidade bem maior nos próximos meses. As empresas também perceberam isso. Até então, o clube negociava com três interessados em estampar suas marcas nas costas e no peito das camisas alvinegras: o espaço nobre do uniforme. Além da Seara, que patrocinou o Peixe no ano passado que quer renovar, há ainda uma montadora de automóveis e uma empresa do ramo de alimentos. Agora, apareceram mais uma montadora e outra firma alimentícia.

As negociações estavam caminhando, mas num rimo mais lento, pois propostas ainda não atingiam os valores pretendidos pelo Santos. Com a saída do Corinthians e a possibilidade de visibilidade maior, já foram marcadas novas reuniões. A expectativa é que tudo esteja concluído até o início da próxima semana. O clube pretende estrear na Taça Libertadores com seu novo uniforme e todos os patrocinadores definidos. O primeiro jogo na competição continental será dia 15, contra o Deportivo Táchira-VEN.

A ideia do Peixe é arrecadar algo em torno de R$ 25 milhões. No ano passado foram R$ 18 milhões: aumento de 39%.

- Quando assumimos o Santos, os contratos de patrocínio estavam num patamar muito abaixo do restante do mercado. No ano passado, conseguimos trazer o clube para o nível normal. Agora, buscamos uma valorização. Em 2010, fomos o clube que mais apresentou exposição a seus patrocinadores. Neste ano, com a Libertadores, acreditamos que podemos crescer ainda mais e estabelecemos isso como meta - afirma o gerente de marketing do Peixe, Armênio Neto.

Por: Adilson Barros

veja também